Portfólio como estratégia de ensino, aprendizagem e avaliação: percepção de discentes e docentes de Odontologia

Autores

  • Lydia de Brito Santos Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Ana Carla Ferreira Carneiro Rios
  • Hianka Renata
  • Karina Maia Cunha
  • Priscila Alves Torreão

DOI:

https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v21i1.1035

Palavras-chave:

Portfólio. Ensino. Avaliação Educacional.

Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar a percepção de estudantes e professores de odontologia, a respeito do processo de construção e apresentação do portfólio reflexivo enquanto estratégia de ensino, aprendizagem e avaliação, na disciplina Clínica Integrada do Curso de Odontologia da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).Trata-se de um estudo transversal de natureza qualitativa descritiva, cuja coleta de dados se deu durante o período letivo do semestre 2014/1. A população do estudo foram os professores da referida disciplina, bem como os estudantes matriculados no semestre em que a pesquisa foi desenvolvida. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista semiestruturada, contendo nove questões para estudantes e sete para professores. Os dados foram avaliados a partir do método de Análise de Conteúdo. Para apresentação dos resultados foram elaboradas três hipóteses: 1. O uso do portfólio constitui uma estratégia que favorece maior compreensão por estudantes e professores a respeito do que foi ensinado e, consequentemente, índices mais elevados de aprendizagem significativa; 2. O portfólio se constitui um instrumento facilitador no processo de reelaboração do conhecimento por estudantes e professores, oferecendo oportunidade de reflexão sobre o progresso dos estudantes, além de contribuir para a autoavaliação tanto do corpo docente quanto discente; 3. A aplicação do portfólio favorece uma gestão participativa na estratégia de avaliação formativa, em que o docente, enquanto sujeito facilitador do processo de construção do conhecimento reflexivo, possibilita ao estudante desenvolver as competências de autonomia, independência, criatividade e autocrítica. Dessa forma a construção do portfólio por estagiários em Clínica Integrada Odontológica se constitui um potente indutor e potencializador do trabalho em equipe, se estabelecendo como estratégia educacional que permite (re)significar e aprofundar o conhecimento, ao tempo que propicia a consolidação do aprendizado. A construção do portfólio clínico exige do estudante um nível de reflexão crítica que favorece o crescimento do estudante, enquanto cidadão e futuro profissional; estimulando a participação ativa nos acontecimentos do mundo real, principalmente aqueles ligados à saúde. O portfólio acadêmico pode ser admitido como estratégia de ensino, aprendizagem e avaliação formativa, crítica, reflexiva, criativa e dialética, que estimula e valoriza a participação do aluno. Ademais, a utilização do portfólio no estágio em Odontologia é uma maneira de ampliar, (re)pensar e inovar o ensino de graduação na perspectiva de um instrumento/estratégia de estimulação do pensamento acadêmico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lydia de Brito Santos, Universidade Estadual de Feira de Santana

Departamento de Saúde

Área de Clínica Integrada

Referências

(1) Cotta RMM, Silva LS, Lopes LL, Gomes KO, Cotta FM, Lugarinho R, Mitre SM. Construção de portfólios coletivos em currículos tradicionais: uma proposta inovadora de ensino-aprendizagem. CSC. 2012; 17(3): 787-96.

(2) Torres SCG. Portfólio como instrumento de aprendizagem e suas implicações para a prática pedagógica reflexiva. RDE. 2008; 8(24):549-61.

(3) Villas Boas BMF. O portfólio no curso de pedagogia: ampliando o diálogo entre professor e aluno. RES 2005; 26(90): 291-306.

(4) Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa

em saúde. São Paulo: Ed. Hucitec, 2006.

(5) Souza MNC, Cruz CA, Santos AMSA, Cândido AL. Conhecimento de discentes sobre metodologia ativa na construção do processo de ensino aprendizagem inovador. RIEC. 2018; 1 (1): 61-74.

(6) Silva EF, Amorim EDBC, Melo MJMD. Prática pedagógica: orientações para a construção do portfólio. Natal: Instituto Kennedy, 2004.

(7) Forte FDS, Vieira LB, Pessoa TRRF, Freitas CHSM, Ferreira MLSM. Portfólio: desafio de portar mais do que folhas: a visão do docente de odontologia. RBEM. 2012; 36 (1; supl 2): 25-32.

(8) Macedo KDS, Costa BS, Silva EB, Souza NS, Beck CLC, Silva KKD. Metodologias ativas de aprendizagem: caminhos possíveis para inovação no ensino em saúde. EAN 2018;22(3): e20170435.

(9) Villas Boas, B.M.F. Portfólio, avaliação e trabalho pedagógico. 7ªedição. Campinas (SP). Papirus, 2004.

(10) Alvarenga GM, Araujo ZR. Portfólio: conceitos básicos e indicações para sua utilização. Est Aval Educ. 2006; 17(33):137-48.

Publicado

23-03-2021

Como Citar

Santos, L. de B., Rios, A. C. F. C., Renata, H., Cunha, K. M., & Torreão, P. A. (2021). Portfólio como estratégia de ensino, aprendizagem e avaliação: percepção de discentes e docentes de Odontologia. Revista Da ABENO, 21(1), 1035. https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v21i1.1035

Edição

Seção

Artigos