Desenvolvendo o paradigma da integralidade no cuidado à saúde no PET-Saúde/UEM: relato de experiência: atuação de maneira articulada no cuidado integral à saúde da comunidade

Shelyn Akari Yamakami, Adriana Lenita Meyer Albiero, Mauro Luciano Baesso, Mitsue Fujimaki, Raquel Sano Suga Terada, Renata Corrêa Pascotto

Resumo


O curso de Odontologia da UEM iniciou sua participação no Projeto PET-Saúde a partir da Portaria Interministerial N.º 3, de 7 de maio de 2009. Atualmente, o programa conta com cinco grupos tutoriais, incluindo seis cursos do Centro de Ciências da Saúde (CCS) e um do Departamento de Psicologia. O objetivo deste trabalho é relatar a experiência do grupo tutorial vinculado à UBS Mandacaru, em Maringá – PR, que no ano de 2013 trabalhou com o tema “Fortalecimento da Rede Mãe Paranaense no município de Maringá-PR”. A dinâmica de trabalho foi dividida em: Abordagem do tema por meio de oficinas sobre o PET-Saúde e a Rede Mãe Paranaense e a realização de palestras e oficinas sobre aleitamento materno. Foi realizada uma pesquisa ajustada à realidade local, além de visitas à UBS e a participação no grupo de apoio às gestantes. A aprendizagem ativa com análise crítica do serviço foi exercida por meio 
da participação no Conselho Municipal e Local de Saúde. As atividades mostraram que o trabalho individual não supre as necessidades da população, mas sim, um trabalho em equipe. Uma equipe multiprofissional que atue de maneira articulada ao cuidado integral à saúde dos indivíduos. O PET-Saúde possibilita ao aluno aprender a direcionar as ações baseadas na autonomia e corresponsabilidade, bem como adquirir liderança para levar adiante o compromisso com o bem-estar da população. 


Palavras-chave


Aleitamento Materno; Saúde Pública; SUS (Sistema Único De Saúde).

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v14i1.109

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274