Qualidade de vida de estudantes de pós-graduação em Odontologia: uma análise por meio dos domínios do WHOQOL-bref

Autores

  • Cinthia Nara Gadelha Teixeira
  • Maria Imaculada de Queiroz Rodrigues Universidade Federal do Ceará
  • Paulo Goberlânio de Barros Silva
  • Myrna Maria Arcanjo Frota Barros
  • Cláudia Maria Coêlho Alves
  • Maria Eneide Leitão de Almeida

DOI:

https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v21i1.1110

Palavras-chave:

Qualidade de Vida. Odontologia. Educação de Pós-graduação em Odontologia.

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar a qualidade de vida (QV) dos estudantes de pós-graduação em Odontologia por meio dos domínios do World Health Organization Questionnaire for Quality of Life-bref (WHOQOL-bref). Trata-se de um estudo transversal, com 88 estudantes matriculados em um programa de pós-graduação em Odontologia. Os dados foram coletados entre junho e agosto de 2015, incluindo informações sociodemográficas e um questionário de qualidade de vida, o WHOQOL-bref. Foi realizada associação das informações sociodemográficas com os domínios do questionário utilizado e análise bivariada, seguida do modelo de regressão logística multinominal, sendo considerado significativo p<0,05. A maioria (55,7%) dos estudantes foram classificados na categoria “satisfação” quanto à qualidade de vida. Entre os domínios, o maior escore encontrado foi para Relações Sociais (15,23 ± 2,72), e o menor para o Físico (12,82 ± 1,56). Houve associação da frequência da prática religiosa (p=0,046) e do ano da pós-graduação (p=0,025) com o domínio Físico; o sexo (p=0,016) e considerar-se religioso (p=0,008) com o domínio Psicológico; e o estado civil com os domínios Relações Sociais (p=0,017) e Meio Ambiente (p=0,008). A QV dos estudantes de pós-graduação em Odontologia foi mensurada na região de satisfação, podendo ser influenciada por fatores como religiosidade, ano da pós-graduação, sexo e estado civil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Imaculada de Queiroz Rodrigues, Universidade Federal do Ceará

Acadêmica do Curso de graduação em Odontologia da Universidade Federal do Ceará

Referências

(1) The World Health Organization Quality of Life Assessment (WHOQOL): position paper from the World Health Organization. Soc Sci Med. 1995; 41(10): 1403-9.

(2) Rodrigues MIQ, Frota LMA, Frota MMA, Teixeira CNG. Stress factors and quality of life of Dental students. Rev ABENO. 2019; 19(1): 49-57.

(3) Lima RS, Cavalcante JL, Machado MFAS, Cavalcante EGR, Quirino GS, Rebouças VCF. Qualidade de vida de acadêmicos de enfermagem: análise à luz do modelo de pender. Rev Rene. 2020; 21.

(4) Vadeboncoeur C, Townsend N, Foster C. A meta-analysis of weight gain in first year university students: is freshman 15 a myth? BMC Obes. 2015; 2: 22.

(5) Macedo E, Souza CP. A pesquisa em educação no Brasil. Rev Bras Educ. 2010; 15(43): 166-76.

(6) Faro A. Estresse e Estressores na Pós-Graduação: Estudo com Mestrandos e Doutorandos no Brasil. Psicol Teor Pesqui. 2013; 29(1): 51-60.

(7) Nagy GA, Fang CM, Hish AJ, Kelly L, Nicchitta CV, Dziarasa K, et al. Problemas de Burnout e Saúde Mental em Doutorandos Biomédicos. CBE Life Sci Educ. 2019; 18(2):27.

(8) Brasil. Ministério da Ciência e Tecnologia. Plano de ação em ciência, tecnologia e inovação: Principais resultados e avanços [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Ciência e Tecnologia; 2010 [Acesso em 21 Maio 2019]. Disponível em: http://protec.org.br/uploads/paginas/file/publicacoes/Balan%C3%A7oPACTI.PDF.

(9) McKenna L, Robinson E, Penman J, Hills D. Factors impacting on psychological wellbeing of international students in the health professions: A scoping review. Int J Nurs Stud. 2017; 74: 85-94.

(10) Bazrafkan L, Shokrpour N, Yousefi A, Yamani N. Management of stress and anxiety among PhD students during thesis writing: a qualitative study. Health Care Manag. 2016; 35(3): 231-40.

(11) Bhandari P. Stress and health related quality of life of Nepalese students studying in South Korea: a cross sectional study. Health Qual Life Outcomes. 2012; 10(1):26.

(12) Andre A, Pierre GC, McAndrew M. Quality of life among dental students: a survey study. JDE 2017; 81(10): 1164-70.

(13) Amadeu JR, Justi MM. Qualidade de vida de estudantes de graduação e pós-graduação em Odontologia. Arch Health Invest. 2017; 6(11): 540-4.

(14) Silva PGB, Oliveira CAL, Borges MMF, Moreira DM, Alencar PNB, Avelar RL, et al. Distance learning during social seclusion by COVID-19: improving the quality of life of undergraduate dentistry students. Eur J Dent Educ. 2021;25:124-34.

(15) Fleck MP, Louzada S, Xavier M, Chachamovich E, Vieira G, Santos L, et al. Aplicação da versão em português do instrumento abreviado de avaliação da qualidade de vida “WHOQOL-Bref”. Rev Saúde Pública. 2000; 34(2): 178-83.

(16) Rouquayrol MZ, Filho NA. Epidemiologia & Saúde. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2003, 736p.

(17) The World Health Organization Quality of Life Assessment (WHOQOL): development and general psychometric properties. Soc Sci Med. 1998; 46(12):1569-85.

(18) Whoqol. The Whoqol Group. Sintaxe SPSS - WHOQOL - bref Questionnaire. [serial on the internet] [Acesso em 20 Set 2018]. Disponível em: https://www.ufrgs.br/ qualidep/ qualidade-de-vida/projeto-whoqol-bref.

(19) Brito DP, Oliveira LMR, Braga SR, Nuto SAS, Viana FAC. Avaliação da qualidade de vida de acadêmicos de Odontologia do estado do Ceará. Coleç Pesqui Educ Fís. 2012; 11(3):41-50.

(20) Silva AH, Vieira KM. Sindrome de Bornout em estudantes de Pós-graduação: uma análise da influência da autoestima e relação orientador-orientando. Pretexto. 2015; 16(1): 52-68.

(21) Malagris LE, Suassuna AT, Bezerra DV, Hirata HP, Monteiro JL, Silva LR, et al. Níveis de estresse e características sociobiográficas de alunos de pós-graduação. Psicol Rev. 2009; 15(1):184-203.

(22) Deng Q, Wang LM, Zhang M. Quality of life and related influencing factors in Chinese adults. Zhonghua Liu Xing Bing Xue Za Zhi. 2016; 37(2): 243-7.

(23) Salehi A, Harris N, Sebar B, Coyne E. The relationship between living environment, well-being and lifestyle behaviours in young women in Shiraz, Iran. Health Soc Care Community. 2017; 25(1): 275-84.

(24) Medeiros B, Saldanha AA. Religiosidade e qualidade de vida em pessoas com HIV. Estud Psicol. 2012; 29(1): 53-61.

(25) Ai AL, Tice TN, Huang B, Rodgers W, Bolling SF. Types of prayer, optimism, and well-being of middle-aged and older patients undergoing open-heart surgery. Ment Health, Relig Cult. 2008; 11(1):131-50.

(26) Fleck MP, Borges ZN, Bolognesi G, Rocha NS. Desenvolvimento do WHOQOL, módulo espiritualidade, religiosidade e crenças pessoais. Rev Saúde Pública. 2003; 37(4): 446-55.

(27) Moreira-Almeida A, Lotufo Neto F, Koenig HG. Religiousness and mental health: a review. Rev Bras Psiquiatr. 2006; 28(3): 242-50.

(28) Kernan W, Bogart J, Wheat ME. Health related barriers to learning among graduate students. Health Educ. 2011; 111(5): 425-45.

(29) WHOQOL SRPB Group. A cross-cultural study of spirituality, religion, and personal beliefs as components of quality of life. Soc Sci Med. 2006; 62(6): 1486-97.

(30) Cardoso CS, Caiaffa WT, Bandeira M, Siqueira AL, Abreu MN, Fonseca JO. Qualidade de vida e dimensão ocupacional na esquizofrenia: uma comparação por sexo. Cad Saúde Pública. 2006; 22(6): 1303-14.

Publicado

05-04-2021

Como Citar

Teixeira, C. N. G., Rodrigues, M. I. de Q., Silva, P. G. de B., Barros, M. M. A. F., Alves, C. M. C., & Almeida, M. E. L. de. (2021). Qualidade de vida de estudantes de pós-graduação em Odontologia: uma análise por meio dos domínios do WHOQOL-bref. Revista Da ABENO, 21(1), 1110. https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v21i1.1110

Edição

Seção

Artigos