Relato de experiência: estudo autônomo para encorajar o aprendizado autorregulado dos estudantes do Programa de Graduação Internacional de Odontologia (IDDP) no Canadá

Renata Grazziotin-Soares, Peter Doig, Diego Machado Ardenghi

Resumo


Este artigo objetivou descrever brevemente uma experiência com a metodologia de estudo autônomo realizada no Programa de Graduação Internacional de Odontologia (IDDP) em uma Universidade no Canadá. Esta abordagem encorajou o aprendizado autorregulado dos estudantes. Devido à pandemia COVID-19 as aulas “on-site” da faculdade de odontologia foram descontinuadas. Os estudantes do programa IDDP eram permitidos frequentar o prédio da faculdade somente para realizar as atividades pré-clínicas (e eram supervisionados por apenas um professor de cada vez). Como a turma de 2020 do programa IDDP era pequena (2 alunos), o diretor do programa e os professores consideraram que o estudo autônomo seria uma ideia apropriada. Percebeu-se que os estudantes tiveram sucesso em autorregular o aprendizado. Como por exemplo: usaram suas anotações, monitoraram a compreensão do material teórico disponibilizado, fizeram perguntas etc. A experiência com os estudantes do programa IDDP mostrou que a oportunidade de estudo autônomo se caracterizou como um ambiente favorável para os professores usarem nas disciplinas pré-clínicas.


Palavras-chave


Educação em Odontologia, Estudantes de Odontologia, Odontologia Baseada em Evidências.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


(1) Boorberg NB, Schönwetter DJ, Swain VL. Advanced placement, qualifying, and degree completion programs for internationally trained dentists in Canada and the United States: an overview. J Dent Educ. 2009;73(3):399-415.

(2) Barbosa J, Silva A, Ferreira MA, Severo M. The impact of students and curriculum on self-study during clinical training in medical school: a multilevel approach. BMC Med Educ. 2017;17:9.

(3) Mishler E. Validation in inquiry-guided research: The role of exemplars in narrative studies. Harvard Educational Review. 1990;60(4), 415-42.

(4) LaBoskey VK. The methodology of self-study and its theoretical underpinnings. Chapter 21. In: Loughran JJ, Hamilton ML, LaBoskey VK, Russell T. International Handbook of Self-Study of Teaching and Teacher Education Practices. Springer International Handbooks of Education book series (SIHE, volume 12), 2004.

(5) Lan M, Hou X, Qi X, Mattheos N. Self-regulated learning strategies in world's first MOOC in implant dentistry. Eur J Dent Educ. 2019;23(3):278-85.

(6) Zimmerman M‐P. Construct validation of a strategy model of student self‐regulated learning. J Educ Psychol. 1988;80(3):284.

(7) Pintrich PR. Understanding self-regulated learning. New Directions for Teaching and Learning (NDTL) 1995; 63:3-12.

(8) Bowman M. The transition to self-regulated learning for first-year dental students: threshold concepts. Eur J Dent Educ. 2017;21(3):142-50.




DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v21i1.1195

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274