Avaliação do nível de conhecimento de acadêmicos de Odontologia sobre emergências médicas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v21i1.1209

Palavras-chave:

Educação em Odontologia. Consultórios Odontológicos. Emergências.

Resumo

Emergências médicas são imprevisíveis e o cirurgião-dentista deve estar preparado para reconhecer e atuar frente a esses casos. No entanto, parece existir uma insegurança diante de tais situações, provavelmente devido às dificuldades de diagnosticar e conduzir esses eventos. Assim, esse estudo se justifica pela necessidade de avaliar o conhecimento dos acadêmicos frente a emergências médicas. O objetivo dessa pesquisa foi avaliar o nível de conhecimento sobre emergências médicas de graduandos em Odontologia. Esta pesquisa de natureza quantitativa, descritiva e exploratória, foi realizada com acadêmicos do Curso de Odontologia da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Juiz de Fora, do sexto ao décimo períodos. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação de um teste com nove questões objetivas sobre emergências médicas. Os dados foram analisados e os resultados expressos em percentagens, médias e desvios-padrão. Os resultados mostraram que de uma amostra de 100 estudantes, sendo 21% homens e 79% mulheres, 99% têm interesse em participar de um curso de emergências médicas; 4% se julgam preparados para atuar nestes casos, 10% se consideram capazes de fazer uma reanimação cardiopulmonar e 79% obtiveram pontuação considerada como insuficiente no teste. Concluiu-se que os alunos não se mostraram preparados para atuar em casos de emergências médicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yann Lucas Barboza, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial HU – UEPG, UEPG

Daniella Guedes de Figueiredo Lopes, Universidade Federal de Juiz de Fora

Mestranda do Programa de Pós-graduação em Clínica Odontológica, UFJF

Celso Neiva Campos, Universidade Federal de Juiz de Fora

Professor Doutor Titular, Departamento de Clínica Odontológica, UFJF

Referências

(1) Caputo IGC, Bazzo GJ, Silva RHA da, Júnior ED. Vidas em risco: emergências médicas em consultório odontológico. Rev Cir Traumatol Buco-Maxilo-Fac. 2010;10(3):51-8.

(2) Haese RDP, Cançado RP. Urgências e emergências médicas em odontologia: avaliação da capacitação e estrutura dos consultórios de cirurgiões-dentistas. Rev Cir Traumatol Buco-Maxilo-Fac. 2016;16(3):31-9.

(3) Somaraj V, Shenoy RP, Panchmal GS, Jodalli PS, Sonde L, Karkal R. Knowledge, attitude and anxiety pertaining to basic life support and medical emergencies among dental interns in Mangalore City, India. World J Emerg Med. 2017;8(2):131-5.

(4) Queiroga TB, Gomes RC, Novaes MM, Marques JLS, Santos KSA, Grempel RG. Situações de emergências médicas em consultório odontológico. Avaliação das tomada de decisões. Rev Cir Traumatol Buco-Maxilo-Fac. 2012;12(1):115-22.

(5) Hannal LMO, Alcântra HSC, Damasceno JM, Santos MTBR. Conhecimento dos Cirurgiões Dentistas diante Urgência/Emergência Médica. Rev Cir e Traumatol Buco-maxilo-fac. 2014;14(2):79-80.

(6) Resende RG, Lehman LFC, Miranda BB, Cunha JF, Costa MLT, Gomez RS, et al. Complicações sistêmicas no consultório odontológico: parte I. Arq Odontol. 2009; 45(1):44-50.

(7) Resende RG de, Lehman LFC, Viana ACD, Alves FF, Jorge KO, Fraga MG, et al. Complicações sistêmicas no consultório odontológico: parte II. Arq Odontol. 2009; 45(2):93-8.

(8) Haas DA. Management of medical emergencies in the dental office: conditions in each country, the extent of treatment by the dentist. Anesth Prog. 2006;53(1):20-4.

(9) American Heart Association. Destaques das diretrizes de RCP e ACE de 2020 da American Heart Association. 2020, 31p.

(10) Fabris V, Junqueira JLC, Silva, Mallmann F, Oliveira GR, Lucas A. Avaliação do Conhecimento dos Cirurgiões-Dentistas sobre Suporte Básico de Vida Frente a Emergências Médicas em Odontologia. J Oral Invest. 2015; 4(2):50-6.

(11) Fiuza MK, Balsan ST, Pretto JLB, Cenci RA, Conto F. Avaliação da prevalência e do grau de conhecimento do cirurgião-dentista em relação às emergências médicas. RFO UPF. 2013;18(3):295-301.

(12) Albelaihi HF, Alweneen AI, Ettish A, Alshahrani FA. Knowledge, attitude, and perceived confidence in the management of medical emergencies in the dental office: A survey among the dental students and interns. J Int Soc Prev Community Dent. 2017;7(6):364-9.

(13) Moretto MJ, Menezes LB, Barbieri G, Menezes PR. Emergências médicas em consultório odontológico. J Multidiscipl Dent. 2020;10(1):9-13.

(14) Colet D, Griza GL, Fleig C do N, Conci RA, Sinegalia AC. Acadêmicos e profissionais da odontologia estão preparados para salvar vidas? RFO UPF. 2011;16(1):25-9.

(15) Al-Iryani GM, Ali FM, Alnami NH, Almashhur SK, Adawi MA, Tairy AA. Knowledge and Preparedness of dental practitioners on management of medical emergencies in Jazan Province. Open Access Maced J Med Sci. 2018;6(2):402-5.

(16) Stafuzza TC, Carrara CFC, Oliveira FV, Santos CF, Oliveira TM. Evaluation of the dentists’ knowledge on medical urgency and emergency. Braz Oral Res. 2014; 28(1):1-5.

(17) Chapman PJ. Medical emergencies in dental practice and choice of emergency drugs and equipment: a survey of Australian dentists. Aust Dent J. 1997;42(2):103-8.

(18) Lúcio PSC, Barreto RDC. Emergências médicas no consultório odontológico e a (in)segurança dos profissionais. RBCS. 2012;16(2):267-72.

(19) Silva EL. Avaliação do nível de conhecimento do uso de protocolos de urgência e/ou emergência médica na clínica odontológica. [Dissertação de Mestrado]. Belém: Centro de Ciências da Saúde – Universidade Federal do Pará: 2006. 71p.

(20) Mehmet Y, Senem Ö, Sülüm T, Hümeyra K. Management of epileptic patients in Dentistry. Surg Sci. 2012; 3:47-52.

(21) Oliveira VCM. Emergências médicas no consultório dentário – análise dos conhecimentos e atuação do médico dentista e futuro médico dentista. [Dissertação de Mestrado]. Almada - Portugal: Instituto Superior de Ciências da saúde Egas Moniz: 2014. 111p.

(22) Vranić DN, Jurković J, Jeličić J, Balenović A, Stipančić G, Čuković-Bagić I. Hitna stanja u dječjoj stomatologiji. Acta Stomatol Croat. 2016;50(1):72-80.

Publicado

23-03-2021

Como Citar

Barboza, Y. L., Lopes, D. G. de F., & Campos, C. N. (2021). Avaliação do nível de conhecimento de acadêmicos de Odontologia sobre emergências médicas. Revista Da ABENO, 21(1), 1209. https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v21i1.1209

Edição

Seção

Artigos