Educação à distância e o uso da tecnologia da informação para o ensino em odontologia: a percepção discente

Lígia Noemia Parlandin de Sales, Liliane Silva do Nascimento, Gustavo Antônio Martins Brandão, Ana Carla Carvalho de Magalhães, Flávia Sirotheau Correa Pontes

Resumo


Atualmente, discute-se muito sobre a importância e qualidade do ensino à distância nas universidades do Brasil. O avanço das novas tecnologias da informação e comunicação (TICs) no contexto dos sistemas educacionais de ensino superior determina uma crescente demanda por formação continuada,
tanto na modalidade de ensino presencial quanto na Educação a Distância (EaD). A inclusão das TICs nos currículos constitui uma forma de estimular, potencializar
e aprimorar seu uso. Este estudo objetivou identificar a percepção dos alunos de graduação e pós-graduação em Odontologia da Universidade Federal do Pará acerca de EaD e o uso das TICs durante sua formação acadêmica. Aplicou-se um questionário autoexplicativo com oito questões objetivas a 166 discentes no ano de 2012. Os resultados foram
organizados e analisados em planilhas do Microsoft Excell®. Conclui-se que as Tecnologias da Informação e Comunicação são tidas como uma importante ferramenta na aprendizagem dos discentes. Apesar disso, a grande maioria deles não as utiliza a favor da Educação a Distância, pois ainda não consegue compreender a finalidade desse tipo de ensino, mostrando pouco interesse pelo assunto.


Palavras-chave


Educação à distância. Tecnologia da informação. Educação em Odontologia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v12i2.128

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274