Perspectiva do ensino odontológico na ótica do discente da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal Fluminense: novas diretrizes

Camila de Siqueira Gomes, Mariana Rocha Nadaes, Marcos Antônio Albuquerque da Senna, Mônica Villela Gouvêa, Natasha Moreira Dias, Priscila Nogueira Sirimarco

Resumo


Após o movimento da reforma Sanitária no Brasil e a Implantação do Sistema Único de Saúde através da constituição de 1988, diversas mudanças foram observadas no cenário da saúde do país. Contudo, algumas
escolas de Odontologia não acompanharam essas transformações, mantendo até então um currículo defasado. O presente estudo buscou analisar a percepção
dos alunos da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal Fluminense (FOUFF) no ano de 2008 com relação à atual grade curricular. De um total de 102 estudantes, 43 (42,2%) acham ruim a atual grade curricular, enquanto 55 (53,9%) consideram boa, e apenas 4 (3,9%) consideram ótima. Já de um total de 111 alunos, 82 (73,9%) acreditam na necessidade de mudança do atual currículo oferecido pela Faculdade, enquanto apenas 2 (1,8%) não acham necessária a mudança e 27 (24,3%) não souberam opinar. 


Palavras-chave


Mudança Curricular. Ensino. Faculdade de Odontologia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v12i2.129

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274