A plataforma Moodle no treinamento de estudantes de Odontologia na avaliação de restaurações classe II em resina composta

Eliane Cristina Gava Pizi, Ana Beatriz Millan Sasso, Millena Queiroz Cavalheiro, Thiago Henrique Scarabello Stape, Claudia de Oliveira Lima Coelho, Graziela Ávila Prado Galhano

Resumo


O objetivo do estudo foi analisar o padrão de conduta de acadêmicos de Odontologia frente a restaurações classe II em resina composta cuja situação clínica seja de caráter duvidoso. Deste modo, pode-se detectar dificuldades comuns dos estudantes na tomada de decisão da conduta clínica, por meio de critérios de avaliação padronizados, bem como aperfeiçoar uma metodologia auxiliar de ensino digital baseada na plataforma Moodle. Participaram da pesquisa 65 estudantes da disciplina de Dentística que já haviam recebido treinamento teórico sobre critérios clínicos para avaliação de restaurações conforme FDI (World Dental Federation). A coleta de dados foi feita por meio de questionários disponíveis no site Aprender Unoeste (plataforma Moodle). Os estudantes analisaram 22 imagens de restaurações classe II em resina composta disponíveis no site observando os seguintes itens: parâmetros estéticos (brilho superficial, manchamento superficial e marginal, correspondência de cor e translucidez), parâmetros funcionais (fratura do material e retenção, adaptação marginal, forma anatômica proximal/contorno) e parâmetros biológicos (recorrência de cáries e integridade dental). A média de acertos dos alunos foi 6,3±0,7 (sobre pontuação máxima = 10), sendo que os parâmetros estéticos apresentaram menor percentual de acertos. Após o preenchimento do questionário os estudantes obtinham o feedback imediato de suas avaliações, tendo então a possibilidade de verificar seus erros e qual seria a resposta adequada. O estudo detectou  dificuldades dos estudantes de Odontologia na análise de restaurações em resina composta e possibilitou que estes adquirissem experiência visual clínica, desenvolvendo seu senso crítico, como auxílio de novas metodologias de ensino-aprendizagem.


Palavras-chave


Resinas Compostas. Restauração Dentária Permanente. Falha de Restauração Dentária. Educação Superior.

Texto completo:

PDF

Referências


Hickel R, Roulet JF, Bayne S, Heintze SD, Mjör IA, Peters M, et al. Recommendations for conducting controlled clinical studies of dental restorative materials. Clin Oral Investig. 2007;11(1):5-33.

Hickel R, Peschke A, Tyas M, Mjör I, Bayne S, Peters M, et al. FDI World Dental Federation: Clinical criteria for the evaluation of direct and indirect restorations-update and clinical examples. Clin Oral Investig. 2010;14(4):349-66.

Dubinski P, Cardoso SDA, Hoeppner MG. Avaliação das causas das substituições de restaurações nas nas disciplinas de Dentística II e Clínica Integrada do curso de Odontologia da Unipar – campus Umuarama. UEPG Ci Biol Saúde. 2005;11(1):7-14.

Silva EF, Batista A, Mello D, Lisboa J, Fonseca R, Mathias P. Reparo de restauração de resina composta : revisão de literatura e apresentação de caso clínico. Rev Bahiana Odontol. 2013;4(1):65–

Catleugh M, Merry A, Tickle M, Dunne SM, Brunton P. Replacement versus repair of defective restorations in adults : resin composite. Cochrane Database Syst Rev. 2010;17(2):1-7.

Blum IR, Lynch CD, Wilson NH. Factors influencing repair of dental restorations with resin composite. Clin Cosmet Investig Dent. 2014;6:81-7.

Bacchi A, Cavalcante LMA, Scheneider LFJ, Consani RLX. Reparos em restaurações de resina composta – revisão de literatura. RFO. 2010;15(3):331-5.

Dotta EAV, Garcia PPNS, Candido LM. Elaboração de um curso interativo voltado ao aprendizado de um sistema aplicativo em Odontologia, utilizando a Plataforma Moodle. Rev Odontol Univ Cid São Paulo. 2012;24(1):6-14.

Sabbatini R. Ambiente de Ensino e Aprendizagem via internet: a plataforma moodle. São Paulo Inst Edu Med. 2007. (Acesso em: 15 jan 2017). Disponível em: http://www.ead.edumed.org.br/file.php/ 1/PlataformaMoodle.pdf

McCracken MS, Gordan VV, Litaker MS, Funkhouser E, Fellows JL, Shamp DG, et al. A 24-month evaluation of amalgam and resin-based composite restorations: Findings from the National Dental Practice-Based Research Network. J Am Dent Assoc. 2013 Jun;144(6):583-93.

Masetto MT. Inovação na aula universitária: espaço de pesquisa, construção de conhecimento interdisciplinar, espaço de aprendizagem e tecnologias de comunicação. Perspectiva. 2011;29(2):597-620.

Borges AB, Pucci CR, Torres CR, Barcellos DC. Utilização de vídeo como recurso complementar de ensino em dentística operatória. Brazilian Dent Sci. 2009;12(3):6-10.

Machado RPA, Scherma AP, Pisa IT. Uso da informática na Odontologia. Clipe Odonto. 2012;4(1):31-7.

Santos PHB, Alencar Filho AV, Guimarães RP, Silva CHV. Manter, reparar ou substituir restaurações? Tomada de decisão terapêutica dos estudantes do curso de Odontologia da UFPE. Int J Dent. 2008;7(3):147-52.

Reis SMÁS, Oliveira AG, Lima JBG, Gonçalves LC, Gomes VL. Evolução das práticas de ensino e aprendizagem de prótese removível total na faculdade de Odontologia da UFU – um relato da experiência de seus docentes. Rev Eletrônica da Div Formação Docente. 2015;2(2):158-89.

Domingues GG, Fonseca GS, Zilbovicius C, Frias AC, Junqueira SR. Modalidades de ensinar e aprender: educação online no curso de graduação em Odontologia. Rev ABENO. 2016;16(1):61-72.

Peixoto RTRC, Gonçalves PVAJ, Alvim HH, Amorim HCS, Araújo AVA. O emprego das tecnologias de informação e comunicação no ensino superior: relato de experiência sobre a oficina “modelo híbrido de ensino.” Rev Docência Ens Sup. 2015;5(1):183-204.




DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v17i1.355

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274