A percepção de acadêmicos de odontologia sobre o PET-Saúde UFMS/ SESAU , Campo Grande/MS, 2009

Milca Lopes de Oliveira, Tenile Carvalho Coelho

Resumo


ntrodução: O Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde - PET-Saúde, deve estimular a formação de profissionais e docentes de elevada qualificação técnica,
científica, tecnológica e acadêmica, bem como a atuação profissional pautada pelo espírito crítico, pela cidadania e pela função social da educação superior, orientados pelo princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. Com o Convênio da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) com a Secretaria Municipal de Saúde (SESAU), criou-se o Programa com sete cursos no ano de 2009, em duas
linhas de pesquisa. Objetivos: relatar a percepção de acadêmicos do curso de Odontologia da UFMS sobre
o PET-Saúde 2009 e seu impacto na formação acadêmica. Material e Métodos: Relato de experiência tendo como fontes de dados relatórios mensais de acadêmicos de Odontologia do PET-Saúde 2009 e documentos de acompanhamento dos mesmos. Resultados: Dos 60 acadêmicos de sete cursos da área da Saúde, cinco cursavam Odontologia e desses, três eram bolsistas. Constata-se um impacto relevante na formação acadêmica, pois os aspectos multiprofissionalidade, integração teoria e prática, produção de conhecimentos na área da Saúde Coletiva, princípios do SUS, funcionamento de
uma UBSF, capacidade de diálogo, respeito aos colegas e tomada de decisões, ficaram evidentes. Acredita-se que a satisfação em ser petiano tenha sido um elemento motivador e de sensibilização para a atuação e o aprendizado. Conclusões: Espera-se que Instituições de Ensino Superior e Secretarias de Saúde dos Municípios sejam bastante permeáveis à integração universidade-serviço-comunidade.


Palavras-chave


Saúde da Família. Atenção Primária à Saúde. Aprendizagem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v11i1.44

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274