Perfil socioeconômico e nível de satisfação dos pacientes atendidos na clínica de endodontia de uma instituição de pós-graduação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30979/revabeno.v21i1.1082

Palavras-chave:

Satisfação do paciente, Avaliação de serviços de saúde, Instituições acadêmicas, Endodontia.

Resumo

Este estudo objetivou avaliar o perfil socioeconômico e a satisfação dos pacientes em relação aos serviços prestados na Clínica de Endodontia de uma instituição de ensino de pós-graduação. A coleta de dados foi realizada em corte transversal por meio de questionário estruturado e autoaplicável. A amostra foi intencional e aleatória (n=50) para usuários que haviam finalizado o tratamento endodôntico. Para avaliar a satisfação ao final do tratamento foi utilizada escala dimensional e bipolar, com escores atribuídos entre as extremidades. As notas dadas aos diferentes aspectos do tratamento variaram de 0 a 10 com cutoff no valor 7. Os resultados foram catalogados e submetidos às análises descritiva e inferencial com nível de significância fixado em 5%. O perfil socioeconômico dos pacientes atendidos contempla, em sua maioria, mulheres casadas, pardas, acima da terceira década de vida, com vínculo empregatício e baixa renda familiar, com ensino médio completo, residentes na capital e que usam ônibus e carro próprio como meio de transporte. O atendimento foi considerado satisfatório. Os usuários procuram o atendimento mais por indicação de outros indivíduos do que pela própria condição financeira, estão satisfeitos com o atendimento do aluno e do professor e consideram a infraestrutura da instituição confortável. Mesmo assim, ainda há aspectos que necessitam ser melhorados, principalmente no que diz respeito ao tempo de espera e de atendimento e à possibilidade atendimento mais de uma vez na semana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emmanuelle Cristianne Brandão Riedel, Associação Brasileira de Odontologia - Secção Piauí (ABO-PI)

Departamento de Endodontia.

Marcílio Oliveira Melo, Associação Brasileira de Odontologia - Secção Piauí (ABO-PI)

Departamento de Endodontia.

Erick Thiago de Sousa, Associação Brasileira de Odontologia - Secção Piauí (ABO-PI)

Departamento de Endodontia.

Markelane Santana Silva, Associação Brasileira de Odontologia - Secção Piauí (ABO-PI)

Departamento de Endodontia.

Referências

(1) Castro JDB, Silva VB. Satisfação no atendimento odontológico: um estudo na COE (Clínica Odontológica de Ensino) de Anápolis - Unievengélica. Rev Administra-Ação. 2008; 5:34-44.

(2) Gonçalves EV, Verdi MIM. Os problemas éticos no atendimento a pacientes na clínica odontológica de ensino. Ciênc Saúde Coletiva. 2007; 12(3):755-64.

(3) Vomero MF. Entendendo a relação paciente/profissional. Rev Reg Araçatuba (Assoc Paul Cir Dent). 2000; 54(4):267-78.

(4) Stamm AMNF, Osellame R, Duarte F, Cecato F, Medeiros LA, Marasciulo AC. Perfil socioeconômico dos pacientes atendidos no ambulatório de Medicina interna do Hospital universitário da UFSC. ACM Arq Catarin Med. 2002; 31(1-2):17-

(5) Tiedman CR, Linhares E, Silveira JLGC. Clínica Integrada Odontológica: perfil e expectativas dos usuários e alunos. Pesq Bras Odontoped Clin Integr. 2005; 5(1):53-8.

(6) Ribeiro ILA, Veloso HHP, Valença AMG, Lima Neto EA, Brasil Júnior O. Avaliação da qualidade de vida e nível de satisfação do usuário da rede de atenção especializada com o tratamento endodôntico no município de João Pessoa, Paraíba, Brasil, 2009. Rev Odontol Bras Central. 2012; 21(59):557-63.

(7) Pompeu JGF, Carvalho ILM, Pereira JA, Cruz Neto RG, Prado VLG, da Silva CLV. Avaliação do nível de satisfação dos usuários atendidos na clínica integrada do curso de odontologia da Faculdade Novafapi em Teresina (PI). Odontol Clín-Cient. 2012; 11(1):31-6.

(8) Goetz K, Szecsenyi J, Klingenberg A, Brodowski M, Wensing M, Campbell SM. Evaluation of patient perspective on quality of oral health care in Germany – an exploratory study. Int Dent J. 2013; 63(6):317-323.

(9) Sobreira PGP, Vasconcellos MTL, Portela MC. Avaliação do processo de aconselhamento pré-teste nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) no Estado do Rio de Janeiro: a percepção dos usuários e profissionais de saúde. Ciênc Saúde Coletiva. 2012; 17(11):3099-113.

(10) Priporas CV, Laspa C, Kamenidou I. Patient satisfaction measurement for in-hospital services: a pilot study in Greece. J Med Mark. 2008; 8(4):325-40.

(11) Serapioni M, Silva MGC. Evaluation of the quality of Family Healthcare program in municipalities of Ceará: a multidimensional approach. Ciênc Saúde Coletiva. 2011; 16(11):4315-26.

(12) Brandão ALRBS, Giovanella L, Campos CEA. Avaliação da atenção básica pela perspectiva dos usuários: adaptação do instrumento EUROPEP para grandes centros urbanos brasileiros. Ciênc Saúde Coletiva. 2013; 18(1):103-14.

(13) Mascarenhas AK. Patient satisfaction with the comprehensive care model of dental care delivery. J Den Educ. 2001; 65(11):1266-71.

(14) Vaitsman J, Andrade GRB. Satisfação e responsividade: formas de medir a qualidade e a humanização da assistência à saúde. Ciênc Saúde Coletiva. 2005; 10(3):599-613.

(15) Lemme AC, Noronha G, Resende JB. A Satisfação do usuário em hospital universitário. Rev Saúde Públ. 1991; 25(1):41-6.

(16) Carvalho G, Rosemburg CP, Buralli KO. Avaliação de ações e serviços de saúde. Mundo Saúde. 2000; 24(1):72-8.

(17) Brasil. Ministério da Saúde. Projeto SB 2003. [Acesso em: 25 de abril, 2020]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/condicoes_saude_bucal.pdf.

(18) Garbin CA, Garbin AJI, Dossi SP, Macedo L, Macedo V. O tratamento odontológico: informações transmitidas aos pacientes e motivos de insatisfação. Rev Odontol UNESP. 2008; 37(2):177-81.

(19) Kruse AB, Heil HK, Struß N, Fabry G, Silbernagel W, Vach K, Ratka-Krüger P, Woelber JP. Working experience is not a predictor of good communication: Results from a controlled trial with simulated patients. Eur J Dent Educ. 2020; 24(2):177-85.

(20) Leão ATT, Dias K. Avaliação dos serviços de saúde prestados por faculdades de odontologia: a visão do usuário. Rev Bras Odontol Saúde Coletiva. 2001; 2(1):40-6.

(21) Ramos FB. Como o paciente se sente ao ser atendido por um aluno de odontologia? Rev CROMG. 2001; 7(1):10-5.

(22) Ramos FB. Eficácia do atendimento oferecido aos pacientes da clínica integrada da Faculdade Federal de Odontologia de Diamantina. Rev CROMG. 1997; 3(2):56-63.

(23) Coelho IV, Melo ARF, Caetano RM, Silva CLM, Habibe RCH, Habibe CH. Avaliação da satisfação do paciente atendido na Clínica Integrada Odontológica do UniFOA. Braz J Hea Rev. 2020; 3(1):673-83.

(24) Nora CRD, Jungles JR. Política de humanização na atenção básica: revisão sistemática. Rev Saúde Publica 2013; 47(6):1186-200.

Publicado

08-07-2021

Como Citar

Riedel, E. C. B., Melo, M. O., Sousa, E. T. de, & Silva, M. S. (2021). Perfil socioeconômico e nível de satisfação dos pacientes atendidos na clínica de endodontia de uma instituição de pós-graduação. Revista Da ABENO, 21(1), 1082. https://doi.org/10.30979/revabeno.v21i1.1082

Edição

Seção

Artigos