Perfil socioeconômico dos graduandos em Odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina

Ana Cristina Latreille, Silvio Machado Sobrinho, Alessandra Martins Ferreira Warmling, Dayane Machado Ribeiro, Cláudio José Amante

Resumo


O objetivo deste estudo é estabelecer o perfil socioeconômico dos estudantes regularmente matriculados no Curso de Graduação em Odontologia da UFSC. Um questionário foi formulado e aplicado a 327 alunos, voluntários, regularmente matriculados no curso de graduação em Odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina. O perfil socioeconômico do acadêmico da UFSC foi semelhante ao visto em outras universidades. Há predominância de alunos do sexo feminino, solteiros, sem filhos, da cor branca e com idade entre 21 e 25 anos. A grande maioria não participa de nenhum programa de assistência estudantil, é mantida pelos pais e acha o alto custo dos materiais um impedimento para a conclusão do curso. Recomenda-se que pesquisas sejam feitas para que o custo real dos materiais seja definido e, assim as políticas de assistência estudantil tenham um norte em que se basear para que possam ser eficientes.


Palavras-chave


Fatores Socioeconômicos. Classe Social. Es-tudantes de Odontologia

Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES 3/2002 de 4 de março de 2002. Dispõe sobre as diretrizes curriculares nacionais do curso de graduação em odontologia. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES032002.pdf

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde – Pró-Saúde: objetivos, implementação e desenvolvimento potencial. Brasília: Ministério da Saúde, 2007.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria Interministerial nº 1.802, de 26 de agosto de 2008. Institui o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde – PET-Saúde. Diário Oficial da União, Brasília, 26 ago. 2008. Seção 1, p.27.

BRASIL. Decreto Nº 6.096, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - REUNI, Poder Executivo, Brasília, DF, 24 abr. 2007.

BRASIL. Decreto Nº 7.234, de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil - PNAES. Poder Executivo, Brasília, DF, 19 jul. 2010.

Seiffert OMLB, Hage SM. Políticas de Ações Afirmativas para a Educação Superior no Brasil: da intenção à realidade. In: Bittar M., Oliveira JF, Morosini M. (Orgs). Educação Superior no Brasil: 10 anos pós-LDB. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira; 2008. p. 137-62.

Oliveira DL, Souza ES, Batista FJN, Alves JV. Yard SD. Perfil do aluno de Odontologia da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB. Rev. Saúde. Com 2013; 9(3):2-11.

Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis. Assistência Estudantil uma questão de investimento. 2001. Disponível em: www.unb.br/administracao/decanatos/dac/fonaprace/documentos/assist_est.html.

Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior. Perfil Socioeconômico e Cultural dos Estudantes de Graduação das Universidades Federais Brasileiras. Brasília: Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (FONAPRACE) - DF, 2011.

Brasil. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal; 1988.

Brustolin J, Brustolin J, Toassi RFC, Kuhnen M. Perfil do acadêmico de Odontologia da Universidade do Planalto Catarinense – Lages – SC. Rev. ABENO 2006; 6(1):70-6.

Rezende FP, Nakanishi FC, Machado ACP, Quirino MRS, Anbinder AL. Perfil, motivações e expectativas dos graduandos e graduados em odontologia. Rev UNICID, São Paulo 2007; 19(2):165-72.

Pieper CM, Bueno M. Perfil Socioeconômico dos estudantes de Odontologia da Universidade Federal de Pelotas-RS. XII ENPOS II Mostra Científica. 2010 Nov 9-11; Pelotas: 2010. Disponível em: http://www.ufpel.edu.br/cic/2010/cd/pdf/CS/CS_01409.pdf.

Silva AC, Franco EL, Assunção HRM, Costa JF. Perfil do acadêmico de odontologia de uma universidade pública. Revista Pesq. Saúde 2011; 12(1):22-6.

Leite DFBM, Trigueiro M, Martins IMCLB, Lima Neto, TJ Santos MQ. Perfil socioeconômico de 253 graduandos de Odontologia de uma instituição privada em João Pessoa-PB em 2011. J Health Sci Inst. 2012; 30(2):117-9.

Moimaz, SAS, Saliba NA, Blanco MRB. A força do trabalho feminino na Odontologia, em Araçatuba – SP. J Appl Oral Sci 2003; 11(4): 301-5.

Junqueira J.C., Colombo CED, Tavares PG, Rocha RF, Carvalho YR, Rodrigues JR. Quem é e o que pensa o graduando de Odontologia. Rev.Odontol. UNESP 2002; 31(2):269-84.

Finatti, BE, Alves JM, Silveira RJ. Perfil Sócio, Econômico e Cultural dos Estudantes da Universidade Estadual de Londrina – UEL - Indicadores para implantação de uma política de assistência estudantil. Libertas 2007; 2(1):188-206.

Costa SM, Durães SJA, Abreu MHNG. Feminilização do curso de odontologia da Universidade Estadual de Montes Claros. Ciênc. Saúde Col. 2010; 15(Supl. 1):1865-1873.

Spíndola T, Martins ERC, Francisco MTR. Enfermagem como opção: perfil de graduandos de duas instituições de ensino. Rev. Bras. Enferm. 2009; 61(2): 164-9.




DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v15i1.148

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274