Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais no ensino de graduação

percepção de discentes e docentes em uma instituição do Piauí e um panorama brasileiro

Autores

  • Ana Beatriz dos Santos Conceição
  • Isaac Torres dos Santos
  • Aryvelto Miranda Silva Programa de Pós-graduação em Odontologia, Universidade Federal do Piauí https://orcid.org/0000-0002-9437-0445
  • Raimundo Rosendo Prado Júnior
  • Regina Ferraz Mendes

DOI:

https://doi.org/10.30979/revabeno.v21i1.1608

Palavras-chave:

Pessoas com Deficiências, Educação em Odontologia, Estudantes de Odontologia.

Resumo

A inexperiência do graduando em Odontologia no manejo de Pacientes com Necessidades Especiais (PNE) gera lacunas na formação e pode contribuir para a barreira de acesso desses indivíduos aos serviços de saúde bucal. Este estudo analisou a percepção de discentes e docentes do curso de Odontologia da Universidade Federal do Piauí (UFPI) sobre a inclusão de atendimento a PNE no ensino de graduação e o panorama nacional da oferta de disciplina de PNE na estrutura curricular de cursos de Odontologia. Foi realizado um estudo transversal, descritivo e exploratório, com aplicação de questionários a discentes e docentes do curso de Odontologia da UFPI. As matrizes curriculares dos cursos foram consultadas em endereços eletrônicos institucionais. Foi realizada análise descritiva dos dados e teste Exato de Fisher foi aplicado. A maioria dos discentes relataram nunca ter atendido um PNE (54,8 %) e, destes, 67,7% não se sentem preparados para este atendimento. A maioria dos discentes (84,7%) e docentes (53,8%) aprova a obrigatoriedade da disciplina de PNE na estrutura curricular. Insegurança foi a reação mais comum dos discentes ao atendimento odontológico fictício a um paciente PNE. Entre os docentes participantes do estudo, 73,1% informaram já ter atendido PNE. Em 67,8% dos cursos de Odontologia pesquisados há oferta de disciplina de PNE. Em conclusão, a ausência de atendimento a PNE gera insegurança aos graduandos em Odontologia. A inclusão do tema PNE na matriz curricular é apoiada por discentes e docentes. A disciplina está presente na maioria dos cursos de Odontologia do Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

(1) Organização das nações unidas (ONU). A ONU e as Pessoas com Deficiência. [Acesso em: 18 abr. 2021]. Disponível em: https://nacoesunidas.org/acao/pessoas-com-deficiencia.

(2) Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Pesquisa (IBGE). Perfil das deficiências nos domicílios no Brasil. Brasília: IBGE, 2010 [Acesso em: 18 abr. 2021]. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/94/cd_2010_religiao_deficiencia.pdf.

(3) BRASIL. Ministério da Saúde, Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência. [Acesso em: 18 abr. 2021] Disponível em: https://www.saude.gov.br/ artigos/808-pessoa-com-deficiencia/41183-politica-nacional-de-saude-da-pessoa-com-deficiencia.

(4) Ningrum V, Bakar A, Shieh TM, Shih YH. The Oral Health Inequities between Special Needs Children and Normal Children in Asia: A Systematic Review and Meta-Analysis. Healthcare (Basel). 2021;9(4):410.

(5) Lai YYL, Zafar S, Leonard HM, Walsh LJ, Downs JA. Oral health education and promotion in special needs children: Systematic review and meta-analysis. Oral Dis. 2020; 13731.

(6) Thikkurissy S, Lal S. Oral health burden in children with systemic diseases. Dent Clin North Am. 2009;53(2):351-7.

(7) Jeffrey AE, Newacheck PW. Role of insurance for children with special health care needs: a synthesis of the evidence. Pediatrics. 2006;118(4):e1027-38.

(8) Schultz ST, Shenkin JD, Horowitz AM. Parental perceptions of unmet dental need and cost barriers to care for developmentally disabled children. Pediatr Dent. 2001;23(4):321-5.

(9) Krishnan L, Iyer K, Madan Kumar PD. Barriers to utilization of dental care services among children with special needs: A systematic review. Indian J Dent Res. 2020;31(3):486-493.

(10) Condessa AM, Lucena EHG, Figueiredo N, Goes PSA, Higer JB. Atenção odontológica especializada para pessoas com deficiência no Brasil: perfil dos centros de especialidades odontológicas, 2014. Epidemiol Serv Saúde. 2020; 29-5: e2018154.

(11) Conselho Federal de Odontologia (CFO). Quantidade Geral de Profissionais e Entidades Ativas. 2021. [Acesso em: 17 mai. 2021]. Disponível em: https://website.cfo.org.br/estatisticas/quantidade-geral-de-entidades-e-profissionais-ativos/.

(12) Conselho Federal de odontologia (CFO). Notícias, Assessoria de Comunicação Do CFO, 25 De Outubro, CFO, Conselho Federal De Odontologia, Dia Do Cirurgião-Dentista, Odontologia. Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais: mais do que uma especialidade, um ato de amor à vida [Acesso em: 18 jul. 2020]. Disponível em: http://website.cfo.org.br/odontologia-para-pacientes-com-necessidades-especiais-mais-do-que-uma-especialidade-um-ato-de-amor-a-vida/.

(13) Krishnan L, Iyer K, Madan Kumar PD. Barriers to utilization of dental care services among children with special needs: A systematic review. Indian J Dent Res. 2020;31(3):486-493.

(14) da Rosa SV, Moysés SJ, Theis LC, Soares RC, Moysés ST, Werneck RI, Rocha JS. Barriers in Access to Dental Services Hindering the Treatment of People with Disabilities: A Systematic Review. Int J Dent. 2020; e9074618.

(15) Haddad AS, Tagle EL, PassosVDAB. Current Status of the Dental Care Provided to Disabled People in Latin America: Chilean and Brazilian scenarios. Rev APCD. 2016; 70(2):132-40.

(16) BRASIL. Ministério da Saúde. Guia de Atenção à Saúde Bucal da Pessoa com Deficiência / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção Especializada à Saúde Departamento de Atenção Especializada e Temática Secretaria de A tenção Primária à Saúde Departamento de Saúde da Família. Brasília: Ministério da Saúde, 2019. [Acesso em: 18 jul. 2020]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_atencao_saude_bucal_pessoa_deficiencia.pdf.

(17) Conselho Federal de Odontologia(CFO). Resolução CFO-25/2002: Estabelece as áreas de competência para atuação dos especialistas em Disfunção Têmporo-Mandibular e Dor Orofacial; Odontogeriatria; Odontologia do Trabalho; Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais e em Ortopedia Funcional dos Maxilares e dá outras providências. [Acesso em: 18 jul. 2020]. Disponível em: http://www.croba.org.br/ fotos/consultas/1/mg/RESOLU%C3%87%C3%83O%20CFO-25-2002.pdf.

(18) Conselho Nacional de Educação (CNE). Resolução CNE/CES 3/2002. Diário Oficial da União, Brasília, 4 de março de 2002. Seção 1, p. 10 14. [Acesso em: 17 mai. 2020]. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/ arquivos/pdf/CES032002.pdf.

(19) Amaral COF, Aquotte APC, Aquotte LC, Parizi AGS, Oliveira A. Avaliação das expectativas e sentimentos de alunos de odontologia frente ao atendimento de pacientes com necessidades especiais. RFO-UPF. 2011;16(2):125-9.

(20) Jacomine JC, Ferreira R, Sant’anaACP, Rezende MLR, GreghiSL, Damante CA, et al. Saúde bucal e pacientes com necessidades especiais: percepção de graduandos em Odontologia da FOB-USP. Rev ABENO. 2018;18(2):45-54.

(21) Pinheiro CP, Gabaldo NR. Nível de conhecimento dos profissionais e acadêmicos do estado de Rondônia no atendimento odontológico a pacientes portadores de necessidades especiais. [Trabalho de Conclusão de Curso]. Porto Velho: Centro Universitário São Lucas; 2017.

(22) Cruz A, Cavalcante, MLTDH, Labuto, MM. Limitações do cirurgião dentista na abordagem clínica no atendimento de pacientes com necessidades especiais. Cadernos de Odontologia do UNIFESO. 2020;1(2):44-65.

(23) Jesus ED. Odontologia para pessoa com deficiência: percepção de estudantes sobre a participação em atividade de extensão. Natal. [Monografia-Graduação] – Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 2016.

(24) Ferreira SH, Suita RA, Rodrigues PH, Kramer PF. Percepção de estudantes de graduação em Odontologia frente ao atendimento de pessoas com deficiência. Rev ABENO. 2017;17(1):87-96.

(25) Macêdo GL, Lucena EES, Lopes IKR, Batista LTO. Acesso ao atendimento odontológico dos pacientes especiais: a percepção de cirurgiões-dentistas da atenção básica. Rev Ciênc Plural. 2018;4(1):67-70.

(26) Faria MHD, Pereira FJP, Lima IPC. Análise do componente curricular “Pacientes com Necessidades Especiais” nos cursos de Odontologia do estado do Rio Grande do Norte. Rev ABENO. 2021;21(1):1311.

(27) Grimshaw J, SURGE (The SUrvey Reporting GuidelinE). In: Moher D, Altman DG, Schulz KF, Simera I, Wager E (Eds.). Guidelines for reporting health research: A user’s manual. Hoboken (NJ): John Wiley & Sons. 2014; 1ed. p. 206-13.

(28) Brunhara F, Petean EBL. Mães e filhos especiais: reações, sentimentos e explicações à deficiência da criança. Paidéia (Ribeirão Preto). 1999;9(16):31-40.

(29) Nogueira BR, Silva AM, de Castelo Branco Araújo T, Ferreira MC, Mendes RF, Prado Júnior RR. Exploring the association of predisposing factors of Cerebral Palsy and developmental defects of enamel: a case-control study. Eur Arch Paediatr Dent. 2021;22(3):367-74.

(30) Silva AM, Miranda LFB, Araújo ASM, Prado Júnior RR, Mendes RF. Electric toothbrush for biofilm control in individuals with Down syndrome: a crossover randomized clinical trial. Braz Oral Res. 2020;34:e057.

(31) Alvarenga ÉDSL, Silva AM, da Silva TAE, de Araújo RF, Prado Júnior RR, Mendes RF. Oral health-related quality of life in caregivers of individuals with Cerebral Palsy: a case-control study. Eur Arch Paediatr Dent. 2020;21(2):193-202.

(32) Leal TAC, Silva AM, Nogueira BR, Prado Júnior RR, Ferreira MC, Mendes RF. Physiologic and behavioural signs during a dental appointment in children and teenagers with Cerebral Palsy: a comparative cross-sectional study. Eur Arch Paediatr Dent. 2021;22(2):181-6.

(33) da Silva T, Silva AM, Alvarenga E, Nogueira BR, Prado RR, Mendes RF. Risk Factors Associated with Probable Sleep Bruxism of Children and Teenagers with Cerebral Palsy. J Clin Pediatr Dent. 2020;44(4):228-33.

(34) Silva AM, Nogueira BR, Leal TAC, Prado Júnior RR, Mendes RF. Physiological and behavioral manifestations of children and teenagers with Down syndrome during the dental appointment: a comparative cross-sectional study. Pesqui Bras Odontopediatria Clín Integr. 2020;20:e4658.

(35) BRASIL. Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica nº. 17. Série A. Normas e Manuais Técnicos. Brasília: Ministério da Saúde; 2006. [Acesso em: 18 jul. 2020]. Disponível em: https://aps.saude.gov.br/bibli oteca/visualizar/MTE5Mw.

(36) Andrade APP, Eleutéio ASDLE. Pacientes portadores de necessidades especiais: abordagem odontológica e anestesia geral. Rev Bras Odontol. 2016;72(1/2):66-9.

(37) Mac Giolla Phadraig C, Nunn JH, Tornsey O, Timms M. Does Special Care Dentistry undergraduate teaching improve dental student attitudes towards people with disabilities? Eur J Dent Educ. 2015;19(2):107-12.

(38) Ahmad MS, Razak IA, Borromeo GL. Special needs dentistry: perception, attitudes and educational experience of Malaysian dental students. Eur J Dent Educ. 2015 Feb;19(1):44-52.

(39) Dellavia C, Allievi C, Ottolina P, Sforza C. Special care dentistry for people with intellectual disability in dental education: an Italian experience. Eur J Dent Educ. 2009;13(4):218-22.

(40) Holder M, Waldman HB, Hood H. Preparing health professionals to provide care to individuals with disabilities. Int J Oral Sci. 2009;1(2):66-71.

(41) Silva TD, Santaella NG, Caminha RDAG, Sérgio P. Perception of graduation students about the importance of Dentistry’s discipline for patients with special needs. Rev ABENO. 2020;20(1):26-32.

(42) Penha ES, Tenório DA, Fonseca, FRA, Guênes GMT, Montagna E. Caracterização do componente curricular Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais nos cursos de Odontologia do estado da Paraíba. Rev ABENO. 2018;18(2):13-9.

(43) Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CES 3/2002, de 4 de março de 2002, dispõe das diretrizes curriculares nacionais dos cursos de graduação de Odontologia. Diário Oficial República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 4 mar. 2002. Seção 1, p.10.

(44) Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes curriculares nacionais dos cursos de graduação de Odontologia. Aguardando homologação do parecer CNE/CES Nº 803/2018 [Acesso em: 18 jul. 2020] Disponível em: http://portal.mec.gov.br/ index.php?option=com_docman&view=download&alias=127951-pces803-18-1&catego ry_slug=outubro-2019&Itemid=30192.

(45) Fassina AP. Análise das disciplinas de pacientes portadores de necessidades especiais nas faculdades no Brasil em 2005 [dissertação de mestrado]. São Paulo: Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo. 2006.

(46) Cipriano OB, Rolim AKA, Alves MASG, Oliveira Filho AA, Guênes GMT, Figueiredo CHMC et al. Odontologia para pacientes especiais: análise da composição curricular das instituições públicas do Brasil. Res Soc Devel. 2020;9(2):e189922135.

(47) Pinheiro FMC, Nóbrega-Therrien SM, Almeida MEL, Almeida MI. A formação do cirurgião-dentista e a promoção de saúde no PSF. Rev Odontol UNESP. 2008;37(1):69-77.

(48) Mafi A, Moretto C, Teixeira MFN, Saldanha OMFL, Rados ARV. A interdisciplinaridade e seus reflexos na formação do cirurgião-dentista. Rev ABENO. 2017;17(1):62-73.

(49) Cheung KL, Ten Klooster PM, Smit C, de Vries H, Pieterse ME. The impact of non-response bias due to sampling in public health studies: A comparison of voluntary versus mandatory recruitment in a Dutch national survey on adolescent health. BMC Public Health. 2017 Mar 23;17(1):276.

Publicado

09-11-2021

Como Citar

Conceição, A. B. dos S., Santos, I. T. dos ., Silva, A. M., Prado Júnior, R. R., & Mendes, R. F. (2021). Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais no ensino de graduação: percepção de discentes e docentes em uma instituição do Piauí e um panorama brasileiro. Revista Da ABENO, 21(1), 1608. https://doi.org/10.30979/revabeno.v21i1.1608

Edição

Seção

Formação no SUS: integração da saúde coletiva com a clínica