Teatro mudo como alternativa de educação em saúde bucal com indígenas no Estado do Pará

Aluísio Ferreira Celestino Júnior, Débora Alves Soeiro, Jordana Alexandre Braz Aimée, Rayssa Martins Carvalho, Rebeca Menezes Rendeiro, Tamiris Faro Casseb, Wellisson Luigi Lima Pinheiro

Resumo


Dentre as habilidades e competências que envolvem a formação em Odontologia, parte delas exige grande criatividade. Na educação em saúde, esta habilidade é intensamente exigida e as atividades cênicas são oportunidades para que mudanças de comportamento ocorram no contexto de sua formação. Este estudo foi parte integrante de projeto de extensão onde foram realizadas atividades de Promoção de Saúde com etnias indígenas assistidas pela Casa de Saúde Indígena (CASAI) em Belém-Pará. Dentre estas atividades, os autores desenvolveram oficinas pedagógicas com os diferentes grupos, exame clínico, aplicação tópica de flúor, tratamento restaurador atraumático e, transversalmente, ações educativas com destaque para atividade cênica em sua vertente conhecida como Teatro Mudo. A diversidade linguística observada na CASAI constitui um desafio importante às estratégias de educação em saúde. Entretanto, ao se priorizar formas diferentes de comunicação como aquelas do Teatro Mudo, os limites são em grande parte superados. O lúdico com modelagem cênica positiva é um recurso extremamente rico na educação em saúde, principalmente diante de condições de limite da comunicação oral. Este recurso consegue traduzir ideias mostrando-se como tecnologia educativa viável para educação em saúde com estes grupos.


Palavras-chave


Educação em Saúde. Saúde Bucal. Populações Indígenas.

Texto completo:

PDF

Referências


Oliveira JCC. Atividades lúdicas na odontopediatria: uma breve revisão da literatura. Rev Bras Odontol. 2014; 7(1):103-7.

Brasil. Ministério da Saúde - Secretaria de Atenção à Saúde - Departamento de Atenção Básica. Pesquisa nacional de saúde bucal 2010. Brasília, 2010.

Roncalli AG, Tsakos G, Sheiham A, Souza GC, Richard G, Watt RG. Social determinants of dental treatment needs in brazilian adults. BMC Public Health. 2014; 14:1097. DOI:10.1186/1471-2458-14-1097.

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD: Atlas do desenvolvimento humano dos municípios brasileiros, 2015. [Acesso em: 27 jul 2016]. Disponível em: http://www.pnud.org.br/ IDH/Default.aspx?indiceAccordion=1&li=li_AtlasMunicipios

Antunes JLF. Intervenções em saúde pública e seu impacto nas desigualdades sociais em saúde, Tempo Social. 2015; 27(1):161-74.

Queiroz SSMP, Xavier KO. Práticas alimentares do grupo indígena Kariri-xocó, de Lauro de Freitas-BA: sustentabilidade e desafios em contextos de mudanças. Food Nutr Health. 2015;10(3):649-62.

Moura PG, Batista LRV, Moreira EAM. População indígena: uma reflexão sobre a influência da civilização urbana no estado nutricional e na saúde bucal. Rev Nutr PUCCAMP. 2010;23(3):459-65.

Sá CS, Kuhnen M, Santos IF, Arruda MP, Toassi RFC. Planejamento em saúde bucal na atenção primária à saúde: da teoria à prática. Rev APS. 2015;18(1):92-101.

POSE SB. Avaliaçäo das condiçöes de saúde bucal dos índios Xavánte do Brasil Central [dissertação], Rio de Janeiro: Escola Nacional de Saúde Pública;1993.

Souza MEM, Carvalho ES, Fernandes ABSP, Carvalho FK, Carvalhal CO, Dutra ALT. A educação em saúde como medida de prevenção e promoção da saúde bucal. Full Dent Sci. 2015;6(22):239-48.

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). Relato de Experiência; 2016. [Acesso em: 31 mai 2016]. Disponível em: http://brasil.bvs.br/ relatosexperiencia

Resende LP, Rodrigues L; Menegócio AM. A realidade da tuberculose nos indígenas brasileiros com diversidade de etnias em menores de 15 anos de idade. Ensaios Cienc. 2014;18(2)105-11.

Tagliari IA, Ferreira MB, Rocha SLR, Pizzi J, Leite N. Excesso de peso e baixa estatura em crianças de comunidades urbana, rural e indígena. Rev Bras Crescimento Desenvolv Hum. 2016;26(1), 67-73.

Silva MNF, Castilho ACC, Chaves ACA, Pereira C, Maciel, RF, AlcântaraMM, et al. Diversidade linguística no Pará: mundos de línguas indígenas e de língua portuguesa. Rev Margens Interdisc. 2014 8(10):97-108.

Braga AO, Bastos ACP. O português do posto indígena Guaporé: breve história do contato linguístico. Moara. 1998;1(3):46-50.

Silveira AFM. O resgate social através do teatro. 2016. [Acesso em: 02 jun 2016]. Disponível em: http://www.avm.edu.br/doc pdf/monografias_publicadas/C203477.pdf

Margoni BMF. A arte cênica como instrumento para o desenvolvimento cognitivo da criança. 2016. [Acesso em: 02 ago 2016]. Disponível em: http://educare ceunsp.net/revista/artigos/no2/artigo_03




DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v17i1.374

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274