Tecnologias de informação e comunicação para formação profissional em Odontologia: uma proposta do Telessaúde/ES

Karina Tonini dos Santos Pacheco, Raniery Mattedi Nascimento, Maria Zilma Rios, Antonio Carlos Pacheco Filho, Carmen Barreira-Nielsen, Cléa Adas Saliba Garbin

Resumo


O Telessaúde/ES, com o auxílio de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), promove a ampliação da Educação Permanente à Saúde (EPS) aos profissionais atuantes nas equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF) do estado do Espírito Santo. O presente estudo objetivou apresentar uma proposta de um ambiente virtual em Odontologia, no âmbito do Telessaúde/ES, proporcionando um espaço exclusivo de compartilhamento de informações às Equipes de Saúde Bucal (ESB). Trata-se de uma pesquisa-ação, método adequado para propor soluções para a melhoria do acesso e utilização das ferramentas do Telessaúde/ES pelas ESB mediante às necessidades identificadas. Em 2017, o Telessaúde Bucal iniciou suas atividades no Telessaúde/ES, disponibilizando os serviços de webpalestras, teleconsultorias assíncronas e síncronas e materiais oficiais da área, ofertados na última sexta-feira de cada mês. O ambiente virtual de Telessaúde Bucal apresentado estará incluso no espaço de “Programas Especiais”, permitindo o acesso a qualquer serviço. O Telessaúde Bucal é um serviço que poderá promover conhecimento e troca de experiências para a efetivação da EPS, estimulando maior participação dos profissionais da Odontologia.


Palavras-chave


Telemedicina. Educação Continuada. Tecnologia da Informação. Odontologia.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Brasil. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 1.996, de 20 de agosto de 2007. Dispõe sobre as diretrizes para a implementação da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.546, de 27 de outubro de 2011. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 27 out. 2011, col 208, p. 50.

Sarti TD, Andreão RV, Schimidt MQ, Celestrini J. Teleconsultoria assíncrona como ferramenta de suporte ao trabalho em saúde. Rev Bras Pesq Saúde. 2013 jul-set;15(3):79-84.

Alkmim MB, Figueira RM, Marcolino MS, Cardoso CS, Pena de Abreu M, Cunha LR et al. Improving patient access to specialized health care: the Telehealth Network of Minas Gerais, Brazil. Bull World Health Organ. 2012 may;90(5):373-8.

Haddad AE, Skelton-Macedo MC. Teleodontologia na formação dos profissionais de saúde. In: Mathias I, Monteiro AMV. (Org.). GoldBook: inovação tecnológica em educação e saúde. Rio de Janeiro: EdUERJ; 2012. p. 173-206

Caldarelli PG, Haddad AE. Teleodontologia em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais no desenvolvimento de competências profissionais. Rev ABENO. 2016;16(2):25-32.

Dionne H. A pesquisa-ação para o desenvolvimento local. Brasília: Liber Livro Editora; 2007.

Gibbs C, Kooyman B, Marks K, Burns J. Mapping the roadmap: using action research to develop an online referencing tool. Acad Librarian. 2015;41:422-8.

Macedo MKB. recomendações de acessibilidade e usabilidade para ambientes virtuais de aprendizagem voltados para o usuário idoso [dissertação]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina; 2007.

Damasceno FR, Reategui EB, Harzheim E, Schmitz CAA, Epstein D. Um estudo sobre o emprego da mineração textual para classificação de teleconsultorias no contexto do Projeto Telessaúde-RS. Rev Eletron Comum Inf Inov Saúde. 2016 abr-jun;10(2):1-6.

Haddad AE, Bönecker M, Skelton-Macedo MC. Research in the Field of Health, Dentistry, Telehealth and Teledentistry. Braz Oral Res. 2014;28(1):1-2.

Caldarelli PG, Haddad AE. Teleodontologia em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais no desenvolvimento de competências profissionais. Rev ABENO. 2016;16(2):25-32.

Nota Técnica do DAB [Internet]. Nota Técnica. [Acesso em 18/06/2017]. Disponível em: http://dab2.saude.gov.br/sistemas/nota tecnica/frmListaMunic.php.

Godoy SCB, Guimarães EMP, Assis DSS. Avaliação da capacitação dos enfermeiros em unidades básicas de saúde por meio da teleenfermagem. Esc Anna Nery. 2014 jan.-mar.;18(1):148-155.

Marcolino MS, Alkmim MB, Assis TGP, Sousa LAP, Ribeiro ALP. Teleconsultorias no apoio à atenção primária à saúde em municípios remotos no estado de Minas Gerais, Brasil. Rev Panam Salud Publica. 2014;35(5/6):345-52.

Rendeiro MMP, Vieira C, Figueiredo DLTM. Infocultura: uma barreira de acesso à educação permanente? In: Mathias I, Monteiro AMV. (Org.). GoldBook: inovação tecnológica em educação e saúde. Rio de Janeiro: EdUERJ; 2012. p. 832-845. [Acesso em 18/06/2017]. Disponível em: http://www.telessaude.uerj.br/resource/goldbook/pdf/48.pdf.

Correia ADMS, Dobashi BF, Gonçalves CCM, Monreal VRFD, Nunes EA, Haddad PA, et al. Teleodontologia no programa nacional telessaúde Brasil redes: relato da experiência em Mato Grosso do Sul. Rev ABENO. 2014;14(1):17-29.




DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v18i3.548

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274