Acidentes perfurocortantes envolvendo material biológico: o dizer e o fazer de estudantes de um curso de graduação em Odontologia

William José Mazutti, Silvia Letícia Freddo, Deison Alencar Lucietto

Resumo


Considerando a importância da adoção de medidas de biossegurança desde a formação dos cirurgiões-dentistas, este estudo teve como objetivo descrever a prevalência de acidentes com perfurocortantes, onde e como ocorrem, assim como verificar as atitudes de estudantes de Odontologia em relação à sua prevenção e manejo. Tratou-se de estudo observacional quanti-qualitativo com 58 concluintes de um curso de graduação do Rio Grande do Sul. Foram utilizados um questionário e um roteiro de observação participante. Constatou-se prevalência de 31% de acidentes envolvendo material biológico. Os locais de maior ocorrência foram a clínica de periodontia e a central de esterilização. Sondas periodontais, pontas ultrassônicas e limas endodônticas foram os instrumentais mais envolvidos. Identificaram-se falhas no processo de notificação e limitações no uso adequado de EPI, especialmente na central de esterilização. Aspectos como cobertura vacinal, lavagem das mãos e rotinas de desinfecção necessitam acompanhamento. O desrespeito às normas de biossegurança e a desatenção figuraram como importantes fatores de risco observados. Os achados demandam investimentos em educação continuada com vistas à conscientização da comunidade acadêmica, indispensável para a prevenção de acidentes e preservação da saúde dos futuros cirurgiões-dentistas.


Palavras-chave


Acidentes de Trabalho. Estudantes de Odontologia. Conhecimento. Atitude. Exposição a Agentes Biológicos.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Silva JA, Paula VS, Almeida AJ, Villar LM. Investigação de acidentes biológicos entre profissionais de saúde. Rev. Esc Anna Nery. 2009;13(3):508-16.

Brasil. Ministério da Saúde. Serviços Odontológicos: prevenção e controle de riscos. Brasília: Ministério da Saúde; 2006. [Acesso em 15 dez. 2017]. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/manuais/manual_odonto.pdf

Lima AA. Acidentes ocupacionais: conhecimento, atitudes e experiências de estudantes de Odontologia da Universidade Federal da Paraíba. Pesqui Bras Odontopediatria Clin Integr. 2008;8(3):327-32.

Miotto MHMB, Rocha RM. Acidente ocupacional por material perfurocortante entre acadêmicos de Odontologia. Rev Bras Prom Saúde. 2012;25(1):97-102.

Pinelli C, Neri SN, Lofreddo LCM. Dental students’ reports of occupational exposures to potentially infectious biological material in a Brazilian School of Dentistry. Cad Saúde Coletiva. 2016;24(2):162-9.

Paiva SNP, Zaroni WCS, Leite MF, Bianchi PR, Pereira TCR. Acidentes ocupacionais com material biológico em Odontologia: uma responsabilidade no ensino. Rev ABENO. 2017;17(3):76-88.

Orestes-Cardoso SM, Farias ABL, Pereira MRM, Orestes-Cardoso AJ, Cunha IF. Acidentes perfurocortantes: prevalência e medidas profiláticas em alunos de odontologia. Rev Bras Saúde Ocup. 2009;34(119):6-14.

Morrisson CT, Ferreira EL. Atenção no consultório pode evitar acidente de trabalho envolvendo material biológico. Rev CRO PR. 2014;18(86):5-10. [Acesso em 22 jul. 2015]. Disponível em: http://www.cropr. org.br/uploads/arquivo/Rv_CRO_%20ed86.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Exposição a materiais biológicos: protocolos de complexidade diferenciada. Brasília: Ministério da Saúde; 2011. [Acesso em 25 mai. 2016]. Disponível em: http://bvsms. saude.gov.br/bvs/publicacoes/protocolo_expos_mat_biologicos.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Controle de infecções e a prática odontológica em tempos de AIDS: manual de condutas. Brasília: Ministério da Saúde; 2000. [Acesso em 26 jan. 2017]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/partes/manual_odonto1.pdf

Gir E, Netto JC, Malaguti SE, Canini SRMS, Hayashida M, Machado AA. Accidents with biological material and immunization against hepatitis B among students from the health area. Rev Lat Am Enfermagem. 2008;16(3):401-6.

Thomazini EM. Controle de infecção cruzada na prática odontológica. Piracicaba: Universidade de São Paulo; 2005.

Teixeira CS, Pasternak-Júnior B, Silva-Sousa YTC, Correa-Silva SR. Medidas de prevenção pré e pós-exposição a acidentes perfurocortantes na prática odontológica. Rev Odonto Ciência. 2008;23(1):10-4.

Ministério da Saúde. Portaria Nº. 777, de 28 de abril de 2004. Dispõe sobre os procedimentos técnicos para a notificação compulsória de agravos à saúde do trabalhador em rede de serviços sentinela específica, no SUS. Diário Oficial da União; 2004 abr. [Acesso em 10 nov. 2015]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov. br/bvs/saudelegis/gm/2004/prt0777_28_04_2004.html

Artuzi FE, Bercini F, Azambuja TWF. Acidentes pérfuro-cortantes na Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Rev Fac Odontol Porto Alegre. 2009;50(2):26-9.

Lima LKOL, Tipple AFV, Barros DX, Ferreira PS, Paiva EMM, Simões LLP. Acidentes com Material Biológico Entre Estudantes de Odontologia no Estado de Goiás e o Papel das Instituições de Ensino. ROBRAC. 2012;21(58):553-9.

Ministério da Saúde. Sistema de Informação de Agravos de Notificação – SINAN. Brasília: Ministério da Saúde; 2005. [Acesso em 17 jan. 2016]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/07_0098_M.pdf

Bragança DPP, Fernandes MM, Sassi C, Francesquini Júnior L, Daruge Júnior E. Condutas do cirurgião-dentista frente a acidentes biológicos. Odonto. 2010; 18(35):24-29.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: HUCITEC; 2008.

Ribeiro P, Hayashida M, Moriya T. Acidentes com material biológico entre estudantes de graduação em odontologia. Rev Odontol Univ Cid S Paulo. 2007;19(3):263-8.

Marziale MHP, Silva EJ, Haas VJ, Robazzi MLDCC. Acidentes com material biológico em hospital da Rede de Prevenção de Acidentes do Trabalho – REPAT. Rev Bras Saúde Ocup. 2007;32(115):109-19.

Ribeiro PHV. Acidentes com material biológico potencialmente contaminado em alunos de um curso de Odontologia do interior do estado do Paraná [dissertação]. São Paulo: Universidade de São Paulo; 2005.




DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v18i4.595

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274