Perfil dos discentes de Odontologia da Universidade Estadual do Piauí

Beatriz da Silva Rocha, Samuel Fontes Batista, Maria Ângela Arêa Leão Ferraz

Resumo


O presente estudo teve como objetivo conhecer o perfil acadêmico e sociodemográfico dos estudantes de Odontologia da Universidade Estadual do Piauí. A pesquisa foi do tipo transversal com abordagem quantitativa. Aplicou-se um questionário contendo perguntas a respeito dos aspectos socioeconômicos e acadêmicos dos discentes. Dos 92 estudantes matriculados, 71% (66) participaram do estudo, desses 59% (39) são mulheres, 92% (61) solteiros(as), 59% (39) com idade entre 21 e 24 anos, 38% (25) de classe econômica favorecida e 44% (29) que se autodeclaram brancos. Quanto ao motivo de escolha do curso, desejo pessoal foi a resposta escolhida por 48,50% (32) dos discentes. A pesquisa científica foi classificada como muito importante durante a formação e após a graduação, 97% (64) pretendem fazer especialização, sendo Cirurgia (16, 24%) e Ortodontia (13, 20%) as áreas de maior interesse. As perspectivas quanto à profissão se relacionam com a realização pessoal/profissional e promoção de saúde. Com base nos resultados, identificou-se o perfil do estudante de Odontologia da Universidade Estadual do Piauí, suas expectativas e o que pretendem realizar após a formação.


Palavras-chave


Odontologia. Estudantes. Mercado de Trabalho.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Junqueira JC, Colombo CED, Tavares PG, Rocha RF, Carvalho YR, Rodrigues JR. Quem é e o que pena o graduando de Odontologia. Rev Odontol UNESP. 2002;31(2):269-84.

Toassi RFC, Souza JM, Rosing CK, Baumgarten A. Perfil sociodemográfico e perspectivas em relação à profissão do estudante de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil. Rev Fac Odontol. 2011;52(1/3):25-32.

Brasil. Indicadores das graduações em Saúde. Gráfico 2: cursos de graduação em odontologia segundo grandes regiões; 2012. [Acesso em 10/04/16]. Disponível em: http://www.obsnetims.org.br/uploaded/4_7_2013__0_Odontologia.pdf.

Costa AMDD, Costa JR, Costa MD, Costa RD, Botrel TEA. Contribuição do perfil do aluno de graduação em Odontologia para a redefinição dos recursos usados pelo professor no processo ensino-aprendizagem. Rev Fac Odontol Lins. 2002;14(1):30-4.

Dália RCS, Cardoso SO. Perfil sociodemográfico dos alunos e identificação de situações de ensino-aprendizagem que interferem na motivação do aluno para aprender durante o curso de Odontologia da Universidade Federal de Pernambuco; 2008. [Acesso em 10/04/16]. Disponível em: https://www.ufpe.br/conic/index.php?option=com_content&view=article&id=339&Itemid=243

Brustolin J, Brustolin J, ToassiRFC. Perfil do acadêmico de odontologia da Universidade do Planalto Catarinense – Lages – SC, Brasil. Rev ABENO. 2006; 6(1) :70-6.

Gurgel LGF, Guimarães RP, Beatrice LCS, Silva CHV. Perfil dos

discentes ingressos do Centro de Ciências da Saúde de UFPE. Rev Bras Educ Méd. 2012;36(2):180-7.

Bastos JRM, Aquilante AG, Almeida BS, Lauris JRP, Byella VT. Análise do perfil profissional de cirurgiões dentistas graduados na Faculdade de Odontologia de Bauru-USP entre os anos de 1996 e 2000. J Appl Oral Sci. 2003;11(4):283-9.

Ponte TM. Perfil psicológico e interesses profissionais de estudantes de Odontologia. [Tese]. São Paulo: Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo; 2012.

Unfer B, Rigodanzo L, Hahn D, Manfredini D, Rodrigues E,

Carvalheiro CH. Expectativas dos acadêmicos de Odontologia quanto a formação e futura profissão. Saúde. 2004;30(1/2):33-40.

Campos FGG, Santos RF, Santos FCP. A importância da pesquisa científica na formação profissional dos alunos do curso de educação física do UNILESTEMG. Rev Dig Educ Fís. 2009;4(2).

Oliveira DL, Souza ES, Batista FJN, Alvez JV, Yarid SD. Perfil do aluno de Odontologia da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Rev Saúde. 2013;9(3):169-78.

Leite DFBM, Trigueiro M, Martins IMCLB, Neto TJL, Santos MQ. Perfil socioeconômico de 253 graduandos de odontologia de uma instituição privada em João Pessoa-PB em 2011. J Health Sci Inst. 2012;30(2):117-9.

Brasil. Ministério da Educação, artigo 16 do decreto nº5.773 de 09 de maio de 2006: Instruções para elaboração de plano de desenvolvimento institucional. 2006. [Acesso em 10/04/16]. Disponível em: http://www4.mec.gov.br/sapiens/pdi.htm.

Secco LG, Pereira MLT. Formadores em Odontologia: profissionalização docente e desafios político-estruturais. Ciênc Saúde Coletiva. 2004;9(1):113-20.




DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v19i4.700

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274