Como os livros-texto de Odontopediatria e Ortodontia abordam os temas aleitamento materno e alimentação complementar?

Lucimeire de Sales Magalhães Brockveld, Sonia Isoyama Venâncio

Resumo


O aleitamento materno (AM) e a alimentação complementar (AC) contribuem para o desenvolvimento do sistema estomatognático e evitam doenças bucais como a cárie e maloclusão. Este artigo apresenta um estudo qualitativo de análise documental para verificar as informações sobre AM e AC em quatro livros de referência para a graduação em Odontologia no Brasil, sendo dois livros de Odontopediatria e dois de Ortodontia. Os livros foram escolhidos por indicação na bibliografia destas duas disciplinas em seis cursos de Odontologia do estado de São Paulo. A pesquisa demonstrou que as informações estão em maior quantidade e profundidade nos livros de Odontopediatria e algumas necessitam de atualização. Conclui-se que a literatura estudada, de apoio ao aprendizado do estudante de Odontologia apresenta conteúdo útil e pertinente e serve como disparador para novas buscas. Lacunas importantes foram identificadas nos livros de Ortodontia analisados em relação aos benefícios do AM e AC que podem contribuir para a prevenção de doenças bucais. Os livros de Odontopediatria trazem conteúdo mais completo, sendo que o livro publicado em 2017 é também o mais atualizado, embora alguns aspectos necessitem ainda de alinhamento com as novas evidências científicas e com as orientações dos guias alimentares nacionais.


Palavras-chave


Educação em Odontologia. Aleitamento Materno. Fenômenos Fisiológicos da Nutrição do Lactente. Promoção de Saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Victora CG, Bahl R, Barros AJ, França GV, Horton S, Krasevec J, et al. Breastfeeding in the 21st century: epidemiology, mechanisms, and lifelong effect. Lancet. 2016; 387(10017):475-90.

Kramer MS, Kakuma R. The optimal duration of exclusive breastfeeding: a systematic review. Geneva: WHO; 2002 [Acesso em 15/05/19]. Disponível em: https://www.who.int/nutrition/publications/optimal_duration_of_exc_bfeeding_review_eng.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: aleitamento materno e alimentação complementar. 2a ed. Brasília: MS; 2015. (Caderno de Atenção Básica; n. 23).

Carvalho GD. SOS Respirador Bucal, uma visão funcional e clínica da amamentação. São Paulo: Lovise; 2003.

Oliveira MMT, Amorim VCSA. Aleitamento materno: promoção de saúde na infância. Odontol Clin-Cient. 2005, 4(1):49-56.

Venancio SI, Monteiro CA. A tendência da prática da amamentação no Brasil nas décadas de 70 e 80. Rev Bras Epidemiol. 1998; 1(1):40-9.

Venancio SI, Saldiva SRDM, Monteiro CA. Tendência secular da amamentação no Brasil. Rev Saúde Pública. 2013; 47(6):1205-8.

Boccolini CS, Boccolini PMM, Monteiro FR, Venancio SI, Giugliani ERJ. Tendência de indicadores do aleitamento materno no Brasil em três décadas. Rev Saude Publica [online]. 2017 [Acesso em 16/03/19]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ rsp/v51/pt_0034-8910-rsp-S1518-8787201 7051000029.pdf.

Leviniene G, Petrauskiene A, Tamuleviciene E, Kudzyte J, Labanauskas L. The evaluation of knowledge and activities of primary health care professionals in promoting breast-feeding. Medicina (Kaunas). 2009; 45(3):238-47.

Brasil. Ministério da Educação. Resolução CNE/CES nº 3 de 19 de fevereiro de 2002. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Odontologia. Diário Oficial da União, Brasília (DF). 2002 4 mar.; Seção 1:10.

Resolução CNE/CES nº 803 de 5 de dezembro de 2018. Revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação de Odontologia. Aguardando homologação do Ministério da Educação. [Acesso em 23/12/19]. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/abril-2019-pdf/111231-pces803-18/file.

Sá-Silva JR, Almeida CD, Guindani JF. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Rev Bras Hist Ciênc Soc [internet]. Jul 2009 [Acesso em 16/03/19]. Disponível em: https://www.rbhcs.com/ rbhcs/article/view/6/pdf.

Bravo RS. Técnicas de investigação social: teoria e ejercicios. 7a ed rev. Madrid: Paraninfo; 1991.

Ranking Universitário Folha de São Paulo, 2017. [Acesso em 30/06/17]. Disponível em: https://ruf.folha.uol.com.br/2017/rankin g-de-cursos/odontologia/.

Moyers RE. Ortodontia. 4a ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1991.

Ferreira FV. Ortodontia: diagnóstico e planejamento clínico. 7a ed. São Paulo: Artes Médicas; 2008

Guedes-Pinto AC. Odontopediatria. 8a ed. São Paulo: Santos; 2010.

Corrêa MSNP. Odontopediatria na primeira infância – uma visão multidisciplinar. 3a ed. São Paulo: Quintessence Editora; 2017.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira. 2a ed. Brasília: MS; 2014.

Buccini GS, Pérez-Escamilla R, Venancio SI. Pacifier use and exclusive breastfeeding in Brazil. J Hum Lact. 2016 Aug; 32(3):NP52-60.

Bishara SE, Nowak AJ, Kohout FJ, Heckert DA, Hogan MM. Influence of feeding and non-nutritive sucking methods on the development of the dental arches: longitudinal study of the first 18 months of life. Pediatr Dent. 1987; 9(1):13-21.

Corrêa CC, Bueno MRS, Lauris JRP, Berretin-Felix G. Interferência dos bicos ortodônticos e convencionais no sistema estomatognático: revisão sistemática. CoDAS. 2016; 28(2):182-9

Buccini GDS, Pérez-Escamilla R, Paulino LM, Araújo CL, Venancio SI. Pacifier use and interruption of exclusive breastfeeding: systematic review and meta-analysis. Matern Child Nutr [internet]. 2017 Jul [Acesso em 15/05/19]. Disponível em: https://doi.org/10.1111/mcn.12384.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Promoção da Saúde. Guia alimentar para crianças brasileiras menores de 2 anos. Brasília: Ministério da Saúde, 2019.

Burt B.; Eklund SA. Dental Caries. In: Dentistry dental Practice, and the Community. 4.ed. Philadelphia: Saunders, 1992. p.90-112.




DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v20i1.889

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274