Formação e trabalho dos cirurgiões-dentistas na União Europeia

Andréa Lanzillotti Cardoso, Márcia Maria Pereira Rendeiro, Celso da Silva Queiróz, Fernanda Nunes de Souza, Rhayany de Castro Lindenblatt Ribeiro

Resumo


O objetivo do estudo é apresentar a situação atual da de Odontologia na União Europeia, no que tange à formação, ao trânsito de cirurgiões-dentistas, à regulação profissional e às especialidades odontológicas. Para tanto, pautou-se em uma análise documental e revisão bibliográfica da literatura. Foram incluídos apenas artigos científicos publicados na íntegra, em português ou inglês, no período de 2009 a 2018, que estivessem relacionados ao tema da pesquisa. A busca dos artigos foi realizada nas bases de dados SciELO, LILACS e PubMed, por meio da combinação dos descritores: “Trabalho/Work”, “Odontologia/Odontology”, “Educação Superior/Education, Higher”, “União Europeia/European Union”. O estudo demonstrou que a União Europeia detém em uma só legislação normas que regulam o trânsito dos cirurgiões-dentistas, embora o domínio da língua pareça ser um entrave à circulação. Ademais, a harmonização da formação da Odontologia foi pactuada no bloco. Nesse sentido, a União Europeia manda recados para o MERCOSUL, do qual o Brasil faz parte. Interessante e necessária é a absorção pelo MERCOSUL das experiências exitosas e desfechos já encontrados pela União Europeia, nesse desafio de planificar a educação superior e o trânsito de cirurgiões-dentistas, considerando as peculiaridades que o compõem. 


Palavras-chave


Educação Superior. Odontologia. União Europeia. Trabalho.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


(1) Pinto HEM. A Estratégia e Integração Econômica Regional na América Latina: o caso da Comunidade Andina. [Tese de Doutorado] Programa de Integração da América Latina da Universidade de São Paulo. São Paulo: USP, 2006.

(2) Cardoso AL. Odontólogos brasileiros e a demanda de políticas regulatórias para o exercício profissional no âmbito do MERCOSUL. [Tese de Doutorado]. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2013.

(3) Haas EB. The Uniting of Europe: Political, Social and Economic Forces. Londres: Stevens, 1958.

(4) European Comission. The EU Single Market. Directive 2005/36/EC_Policy Developments. [Acesso em 10/01/2018]. Disponível em: http://ec.europa.eu/ internal_market/qualifications/policy_developments/legislation_en.ht

m.

(5) Silva LEFP. Reconhecimento das Qualificações Acadêmicas e Profissionais na UE – Entrave ou Motor à Mobilidade. [Dissertação de Mestrado]. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa, 2010.

(6) União Europeia. A Europa em 12 lições. [Acesso em 10/01/2018]. Disponível em: http://europa.eu/abc/12lessons/lesson2/index_pt.htm.

(7) União Europeia. O tratado em poucas palavras. [Acesso em 10/01/2018]. Disponível em: http://europa.eu/liston_ treaty/glance/index_pt.htm.

(8) Peixoto J. Migrações e Políticas Migratórias na União europeia: livre circulação e reconhecimento de diplomas. Análise Social, 2001; 36: 153-83.

(9) Official Journal of the European Union. European Parliament and of the Council Directive Number 2005/36/EC of 07/09/2005 on the Recognition of Professional Qualifications, 2005; 255/22:121.

(10) Kravitz A, Treasure E. Manual of Dental Practice. The Council of European Dentists, 2015.

(11) Wismar M, Maier CB, Glinos IA, Dussault G, Figueras J. Health Professional Mobility and Health Systems: Evidence from 17 European Countries. World Health Organization, European Observatory on Health Systems and Policies, 2011; 13(2): 18-27.

(12) Widstrõm E, Eaton KA. Factors guiding the number of dental specialist in the European Union and Economic Area. Den Norske Tannlege forenings. Tidende; 2006, 116 (11):37-48.

(13) Kravitz A, Treasure E. Manual of Dental Practice. The Council of European Dentists, 2008.

(14) Jones E, Bijl N. Van der. Public Opinion and Elargement. European Union politics. London, 2004; 5 (3): 331-51.

(15) Freidson E. Renascimento do Profissionalismo: Teoria, Profecia e Política. São Paulo: EDUSP, 2001.




DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v20i1.959

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274