Estratégias pedagógicas de inclusão e retenção de estudantes em tempos de pandemia

relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30979/revabeno.v21i1.1263

Palavras-chave:

Instituições Acadêmicas, Pandemias, Educação Superior, Evasão Escolar.

Resumo

Este artigo objetiva relatar a experiência das ferramentas e estratégias adotadas pelas Faculdades Nova Esperança (Facene) com exemplos da inclusão e da retenção dos alunos durante a suspensão das atividades acadêmicas presenciais. A Facene disponibilizou uma plataforma de interface, o Ambiente Virtual de Aprendizagem, que possibilitou aos professores continuar com suas aulas teóricas em modalidade síncrona, no mesmo dia e horário da modalidade presencial, visando maior interação e engajamento durante as aulas por parte dos alunos. Em uma análise mais generalizada do ensino superior privado no Brasil, através de um levantamento do Sindicato das Empresas Mantenedoras do Ensino Superior (Semesp), a evasão acumulada do semestre 2020.1 foi 32% maior que a evasão do primeiro de semestre de 2019, o que representa um universo de 265 mil alunos. Já na Facene, a evasão acumulada do semestre em que houve suspensão das atividades presenciais foi 14% maior que o mesmo período de um ano atrás. As medidas pedagógicas adotadas no Plano de Contingência Institucional das Faculdades Nova Esperança tiveram êxito como estratégias de inclusão e retenção dos alunos, além de minimizar as limitações vivenciadas pelos estudantes na continuidade da sua rotina acadêmica, ajudando-os no processo remoto de ensino, aprendizagem e avaliação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yuri Victor de Medeiros Martins, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, PB, Brasil.

Doutorando em Odontologia - Universidade Federal da Paraíba

Coordenação de Odontologia - Faculdades Nova Esperança

Wilton Wilney Nascimento Padilha, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, PB, Brasil.

Professor do Programa de Pós-Graduação em Odontologia da Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Referências

(1) Chinelatto LA, Costa TR, Medeiros VMB, Boog GHP, Hojaij FC, Tempski PZ, et al. What you gain and what you lose in COVID-19: perception of medical students on their education. Clinics. 2020;75:e2133.

(2) Muñoz R. A experiência internacional com os impactos da COVID-19 na educação. [Acesso em 26 jul. 2020]. Disponível em: http:// nacoesunidas.org/artigo-a-experiencia-internaci onal-com-os-impactos-da-covid-19-naeducacao/.

(3) Coronavírus: Brasil registra mais 614 mortes e 23 mil casos de covid-19 em 24h. [Acesso em 26 jul. 2020]. Disponível em: http://www.bbc. com/portuguese/brasil-517 13943.

(4) Marques R. A ressignificação da educação e o processo de ensino e aprendizagem no contexto de pandemia da covid-19. Bol Conjunt. 2020;3(7):31-46.

(5) Machado Júnior AJ, Pauna HF. Distance learning and telemedicine in the area of Otorhinolaryngology: lessons in times of pandemic. Braz J Otorhinolaryngol. 2020; 86:271-2.

(6) Rose S. Medical student education in the time of COVID‐19. JAMA. 2020, 323(21):2131-2.

(7) Gonçalves MF, Gonçalves AM, Gonçalves IMF. Aprendizagem baseada em problemas. Revista do Pemo. 2020;2(1):1-12.

(8) Moreira JAM, Henriques S, Barros D. Transitando de um ensino remoto emergencial para uma educação digital em rede, em tempos de pandemia. Dialogia. 2020;34:351-364.

(9) Gomes JS, Neto MF, Francisco MMCG. Perspectivas transdisciplinares em tempos de pandemia: o ensino remoto em resposta a crise do ensino. Rev Observat. 2020;6(4):1-19.

(10) Ferreira A, Príncipe F, Pereira H, Oliveira I, Mota L. Covimpact: pandemia convid-19 nos estudantes do ensino superior da saúde. Rev Invest Inov Saúde. 2020;3(1):7-16.

(11) 850 milhões sem aulas, diz UNESCO. [Acesso em 26 jul. 2020]. Disponível em: http://abmes.org.br/noticias/detalhe/3687/850-milhoes-sem-aula-diz-unesco.

(12) Carvalho VO, Conceição LSR, Gois Jr MB. COVID‐19 pandemic: Beyond medical education in Brazil. J Card Surg. 2020; 35:1170-1.

(13) Plano de contingência Facene/Famene diante da pandemia causada pelo sars-cov-2 (covid-19). [Acesso em 26 jul. 2020]. Disponível em: http://www.facene.com.br/ noticias/faculdades-nova-esperanca-criam-plano-de-contingencia-para-retomada/.

(14) Ministério da Educação / Gabinete do Ministro. Portaria nº 345, de 19 de março de 2020. [Acesso em 26 jul. 2020]. Disponível em: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/ visualiza/ index.jsp?jornal=603&pagina=1&data=19/03/2020&totalArquivos=1.

(15) Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einsten. 2010;8(1):102-6.

(16) Ministério da Educação. Portaria nº 10, de 06 de abril de 2016. [Acesso em 26 jul. 2020]. Disponível em: http://emec.mec.gov.br/emec/ consultacadastro/detalhamento/d96957f455f6405d14c6542552b0f6eb/MTc1Mw==/9f1aa921d96ca1df24a34474cc171f61/NDI=.

(17) Xavier TB, Barbosa GM, Meira CLS, Neto NC, Pontes HAR. Utilização de Recursos Web na educação em Odontologia durante Pandemia COVID-19. Braz J Hea Rev 2020;3(3):4989-5000.

(18) França Filho AL, Antunes CF, Couto MAC. Alguns apontamentos para uma crítica da educação a distância (EaD) na educação brasileira em tempos de pandemia. Rev Tamoios. 2020;1:16-31.

(19) Robinson L, Schulz J, Khilnani A, Ono H, Cotten SR, McClain N, Levine L, et al. Digital inequalities in time of pandemic: COVID-19 exposure risk profiles and new forms of vulnerability. First Monday. 2020;25(7)e. [Acesso em 26 jul. 2020]. Disponível em: https://firstmonday.org/ojs/index.php/fm/article/view/10845/9563.

(20) Castaman AS, Rodrigues RA. Educação a Distância na crise COVID - 19: um relato de experiência. Res Soc Devel. 2020;9 (6):e180963699.

(21) Peloso RM, Ferruzzi F, Mori AA, Camacho DP, Franzin LCS, Teston APM, et al. Notes from the Field: Concerns of Health-Related Higher Education Students in Brazil Pertaining to Distance Learning During the Coronavirus Pandemic. Eval Health Prof. 2020;20(10):1-3.

(22) Ker J, Motoda E. Em 2 meses, 265 mil alunos abandonam cursos em universidades particulares. [Acesso em 26 jul. 2020]. Disponível em: https://educacao.uol.com.br/ noticias/agencia-estado/2020/07/07/em-2-meses-265-mil-alunos-abandonam-cursos-em-universidades-particulares.htm.

Publicado

10-09-2021

Como Citar

Martins, Y. V. de M., & Padilha, W. W. N. (2021). Estratégias pedagógicas de inclusão e retenção de estudantes em tempos de pandemia: relato de experiência. Revista Da ABENO, 21(1), 1263. https://doi.org/10.30979/revabeno.v21i1.1263

Edição

Seção

Artigos