Estágios curriculares de Odontologia nos serviços públicos de saúde após as Diretrizes Curriculares Nacionais de 2002

Eliana Freire dos Santos, Fábio Barbosa de Souza, Márcia Maria Cabral de Melo Dantas, Sílvia Regina Jamelli, Elaine Judite de Amorim Carvalho

Resumo


O estágio curricular supervisionado nos serviços públicos de saúde, tal qual recomendado pelas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN), possibilita aos estudantes de Odontologia a proximidade com realidades e condutas profissionais diferentes daquelas que caracterizam sua rotina na prática clínica intramuros. O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão da literatura sobre os estágios curriculares dos cursos de Odontologia nos serviços públicos de saúde brasileiros após as DCN publicadas em fevereiro de 2002 e assim estimular a reflexão sobre sua importância para a formação profissional contemporânea. Foi realizada uma revisão de literatura narrativa, baseada nos dados obtidos a partir da consulta em bases de dados (PubMed, SciELO, LILACS e Google Acadêmico), selecionando documentos publicados entre janeiro de 2010 e maio de 2017. A amostra final foi constituída por 15 publicações agrupadas nas seguintes categorias: relatos de experiência vivenciada no estágio curricular, percepção dos estudantes quanto ao estágio curricular e avaliação dos processos pedagógicos, técnicos e políticos na implantação do estágio. Conclui-se que os estágios curriculares das universidades brasileiras são espaços de aprofundamento no campo de trabalho que buscam aproximar os estudantes da realidade do sistema público de saúde, com intenção de formar profissionais humanitários, preocupados com o respeito e o cuidado da sociedade.

Palavras-chave


Estágios. Educação em Odontologia. Currículo.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Forte FDS, Pessoa TRRF, Freitas CHSM, Pereira CAL, Junior PMC. Reorientação na formação de cirurgiões-dentistas. Interface Comum Saúde Educação. 2015;19(1):831-43.

Paim JS. A constituição cidadã e os 25 anos do sistema único de saúde (SUS). Cad Saúde Pública. 2013;29(10):1927-53.

Feuerwerker L, Almeida M. Diretrizes curriculares e projetos pedagógicos: é tempo de ação. Rev ABENO. 2004;4(1):14-6.

Villalba JP. Perfil profissional dos cirurgiões-dentistas e o sistema único de saúde: uma reflexão sobre a capacitação para a prática na atenção básica [tese]. Campinas: Universidade Estadual de Campinas; 2007.

Macinko J, Harris MJ. Brazil's family health strategy -delivering community-based primary care in a universal health system. N Engl J Med. 2015;372:2177-81.

Lopes Neto D, Teixeira E, Vale EG, Cunha FS, Xavier IM, Fernandes JD,et al. Aderência dos cursos de graduação em enfermagem às diretrizes curriculares nacionais. Rev Bras Enferm. 2007; 60(6): 627-34.

Moura ELDS, de Oliveira EEG, Safh F, do Nascimento lS, Brandão GAM. Práticas de odontologia em saúde coletiva na estratégia de saúde da família. Rev ABENO. 2016;15(3):52-9.

Fonseca EP. As diretrizes curriculares nacionais e a formação do cirurgião-dentista brasileiro. J Manag Prim Health Care. 2013;3(2):158-78.

Gonçalves PE, Gabin CAS. A promoção de saúde no ensino odontológico. Rev Ciênc Méd. 2016;24(2):55-61.

Batista MJ, Gibilini C, Kobayashi HM, Ferreira LL, Gonçalo CDS, Sousa MDLRD. Relato de experiência da interação entre universidade, comunidade e unidade de saúde da família em Piracicaba, SP, Brasil. Arq Odontol. 2010;46(3):144-51.

Warmling CM, Rossoni E, Hugo FN, Toassi RFC, Lemos VAD, Slavutzki SMBD, Rosa ARD. Estágios curriculares no SUS: experiências da Faculdade de Odontologia da UFRGS. Rev ABENO. 2011;11(2):63-70.

Daher MAS, Luciane R, Costa PHD, Geovanna CM, Machado DDS. Dental students’ perceptions of community-based education: A retrospective study at a dental school in Brazil. J Dent Educ. 2012;76(9):1218-25.

Alves LA, De Almeida Freires I, Braga CC, De Castro RD. Integração ensino-serviço: experiência exitosa na atenção odontológica à comunidade. Rev Bras Ci Saúde. 2012;16(2):235-8.

Toassi RFC, Davoglio RS, Lemos VMA. Integração ensino-serviço-comunidade: o estágio na atenção básica da graduação em Odontologia. Educ Rev. 2012;28(4):223-42.

Lôbo AEDA. Estágios curriculares: óptica do egresso do curso de odontologia da Universidade Federal do Ceará [dissertação]. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará; 2013.

Cawahisa PT, Terada RSS, Hayacibara MF. Atividades realizadas durante o estágio supervisionado do curso de odontologia da UEM em um centro de educação infantil. Ciênc Cuid Saúde. 2013;12(2):375-81.

Bulgarelli AF, Souza KR, Baumgarten A, Souza JM, Rosing CK, Toassi RFC. Formação em saúde com vivência no Sistema Único de Saúde (SUS): percepções de estudantes do curso de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). 2014;18(49):351-

Da Silva MA, Mendes AAJ, Ferreira EF. La importancia de las etapas curriculares supervisadas en el sistema único de salud (SUS) para la formación académica brasileña y la enseñanza odontológica. Educ Méd Sup. 2015;29(3):617-33.

Melo MMDC, Jamelli SR, Carvalho EJA, SILVA CHV, Góes PSA, Souza FB, Figueiredo N. Os estágios curriculares em Odontologia na atenção primária à saúde do Recife, Pernambuco, Brasil. In: Convención Internacional de Salud, Cuba Salud 2015. Abril de 2015. Palacio de las Convenciones. Havana – Cuba: eCIMED; 2015.

Leme PAT, Pereira AC, Meneghim MC, Mialhe FL. Perspectivas de graduandos em odontologia acerca das experiências na atenção básica para sua formação em saúde. Ciênc Saúde Coletiva. 2015;20(4):1255-65.

Gallo DB, Roloff JR. Estágio curricular supervisionado em serviços de gestão e de atenção especializada em saúde bucal do Sistema Único de Saúde, 2013 a 2015 [trabalho de conclusão de curso]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2015.

Reicher A, Pessoa T, Forte F. Significado dos estágios supervisionados para estudantes de odontologia. Atas CIAIQ. 2015;1:251-4.

Junior S, Ferreira M, Pacheco KTDS, de Carvalho RB. Multiplicidade de atuações do acadêmico de Odontologia no estágio curricular: relato de experiência. Arq Odontol. 2015;51(4)194-204.

Nobrega DR. O estágio na atenção primária à saúde como ferramenta potencializadora na formação do cirurgião-dentista: Um relato de experiência [trabalho de conclusão de curso]. Araruna: Universidade Estadual da Paraíba; 2016.

Fonsêca GS, Junqueira SR, de Araújo ME, Botazzo C. Modelo lógico-ideal para o estágio curricular supervisionado: a educação pelo trabalho na formação Odontológica. Rev ABENO. 2015;15(2):2-11.

da Luz GW, Toassi RFC. Percepções sobre o preceptor cirurgião-dentista da Atenção Primária à Saúde no ensino da Odontologia. Rev ABENO. 2016;16(1):2-12.

Scavuzzi AIF, de Gouveia CVD, Carcereri DL, Veeck EB, Ranali J, da Costa LJ, de Araújo ME. Revisão das Diretrizes da ABENO para a definição do Estágio Supervisionado Curricular nos cursos de Odontologia. Rev ABENO. 2016;15(3):109-13.

Moreira COF, de Araújo Dias MS. Diretrizes curriculares na saúde e as mudanças nos modelos de saúde e de educação. ABCS Health Sciences. 2015;40:(3):300-5.

Toassi RFC, Souza JMD, Baumgarten A, Rösing CK. Avaliação curricular na educação superior em odontologia: discutindo as mudanças curriculares na formação em saúde no Brasil. Rev ABENO. 2012;12(2):170-7.




DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v18i4.589

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274