Metodologias ativas como estratégia pedagógica para promoção do ensino-aprendizagem em Odontologia: relato de experiência

Soraya de Azambuja Berti Couto, Paulo Henrique Couto Souza

Resumo


Ao longo da história, o ensino e o aprendizado nos Cursos de Odontologia no Brasil vem sendo exercidos com ênfase no desenvolvimento de conhecimentos científicos e habilidades técnicas que são indispensáveis para a profissão. Porém, considerando-se as atuais necessidades apresentadas pela sociedade moderna, a importância em propiciar ao estudante de graduação em Odontologia uma formação integral, holística e baseada em competências, que vão além do tecnicismo, torna-se emergente. O presente artigo tem como objetivo relatar a experiência da utilização de metodologias ativas, com atividades lúdicas, como estratégia pedagógica para a promoção do ensino-aprendizagem, baseada em competências, na disciplina de Estomatologia, do Curso de Odontologia, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. De acordo com os relatos apresentados pelos estudantes desta disciplina, conclui-se que as metodologias ativas podem ser utilizadas como estratégia pedagógica complementar para o ensino e aprendizagem em Odontologia.


Palavras-chave


Ensino. Aprendizado. Odontologia.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Valente, JA. Blended learning e as mudanças no ensino superior: a proposta da sala de aula invertida. Educar 2014; Edição especial (4):79-97.

Araújo, IS; Mazur, E. Instrução pelos colegas e ensino sob medida: uma proposta para o engajamento dos alunos no processo de ensino-aprendizagem de Física. Cad Bras Ens Fís. 2013; 30(2):362-84.

Morán, J. Mudando a educação com metodologias ativas. 2015 Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiá-ticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. Vol. II.

Prince, M. Does active learning work? A review of research. J Engr Education. 2004; 93(3):223-31.

Competencies for the New General Dentist (As approved by the 2008 ADEA House of Delegates). J Dent Educ 2011, 75(7), 932-935.

Spricigo, CB. Estudo de caso como abordagem de ensino. Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2014. [Acesso em 20 dez. 2018]. Disponível em: https://www.pucpr.br/wp-content/uploads/ 2017/10/estudo-de-caso-como-abordagem-de-ensino.pdf

Rocha, EF. Metodologias ativas: um desafio além das quatro paredes da sala de aula. 2012. [Acesso em 20 dez. 2018]. Disponível em: http://www.abed.org.br/arquivos/ Metodologias_Ativas_alem_da_sala_de_aula_Enilton_Rocha.pdf

Dahms, ML. Problem based learning in engineering education. Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2018. [Acesso em 20 dez. 2018]. Disponível em: https://www.pucpr.br/wp-content/uploads/ 2017/10/artigo-pbl.pdf

Almeida, ECS; Venúscolo, DMS; Júnior, WM. A conformação da Odontologia enquanto profissão: uma revisão bibliográfica. RBO. 2002; 59(6):370-3.

Saliba, NA; Moimaz, SA; Garbin, CA; Diniz, DG. Dentistry in Brazil: its history and cirrent trends. J Dent Educ. 2009; 73(2):225-31.

Scavuzzi, AIF; Gouveia, CVD; Carcereri, DL; Veeck, EB; Ranali, J; Costa, LJ; Morita, MC; Araújo, ME. Rev ABENO. 2015; 15(3):109-13.

Queiroz, MG; Dourado, LF. Ensino da Odontologia no Brasil: uma leitura com base nas recomendações e nos encontros internacionais da década de 1960. Histo Ciênc Saúde. Manguinhos. 2009; 16(4):1011-26.

Veiga, IPA (Org). Técnicas de ensino: por que não? 21ed. Campinas, SP: Papirus, 2011.

Kibble, JD; Bellew, C; Asmar, A; Barkley, L. Team-based learning in large enrollment classes. Adv Physiol Educ. 2016; 40: 435-42.

William, D; Hendricson, WD; Cohen PA. Future directions in dental school curriculum, teaching, and learning. American Association of Dental Schools. 75th Anniversary Summit Conference, p. 1-25.




DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v19i2.865

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN Impresso: 1679-5954

ISSN Online: 2595-0274